Antônio Pereira

9 de fevereiro de 2021

Pessoas que eu peguei abuso: Carlinhos Maia, Neymar, Anitta e muitos outros

Com a idade vem a rabugice, quando você fica mais seletivo e chato, muito chato. Qualquer coisa é motivo para cancelamento. Eu estou nessa fase da vida.

Nos áureos tempos da televisão brasileira, quando a única diversão era assistir novela de segunda a sexta e aguardar o domingo para ver Gugu, Faustão e Sílvio, bastava sair da sala ou desligar o aparelho como forma de protesto pelos programas. Era comum alguém dizer depois de zapear pelos três canais disponíveis na sua TV analógica: ‘Hoje não tem nada que presta na tevê’.

Agora, com o mundo das celebridades ao alcance dos seus dedos, através das redes sociais, tudo ficou mais íntimo, próximo, quase ‘da família’, ou um vizinho. Assim, os famosos, alguns instantâneos e outros mega celebridades internacionais ficam cada vez mais perto da sua ira digital.

É isso que acontece agora comigo e imagino com outros milhões de brasileiros. Essas celebridades, dos milhões de seguidores e dos milhões na conta bancária ficaram acessíveis, sendo vistos quase 24 horas por dia, num turbilhão de sentimentos, que muitas vezes culminam com cancelamento.

Pois bem: de uns tempos para cá me peguei cancelando algumas dessas pessoas. Peguei abuso, como se diz por estas bandas do Brasil.

CARLINHOS MAIA

Carlinhos Maia é meu conterrâneo, apareceu em vídeos caseiros no quintal da casa da sua mãe em Penedo. Adorei seu jeito interiorano, provinciano e engraçado. De cara fiquei seu fã, curtindo suas tiradas sarcásticas e ácidas, com brincadeiras quase inocentes com suas vizinhas, ou comentando a ida de algum parente a sua casa para ‘filar a boia’ da mãe. Pronto, o rapaz em pouco tempo virou fenômeno nacional, sendo seguido e acompanhado por milhões de pessoas.

A fama veio acompanhada de dinheiro. Sim, muito dinheiro para aquele rapaz de interior que adorava falar, falar, falar. Acontece que sua fama de falador, de falar de tudo fez com que ele tropeçasse na língua, se t0rnando uma pessoa chata, arrogante e sem noção total. Carlinhos se enrolou em diversas tiradas que eram para ser engraçadas, mas que se tornaram cancelamento pelo tribunal supremo da internet. De engraçado ele passou a ser visto como abusador. A última dessas polêmicas aconteceu quando ele, no auge da pandemia do novo coronavírus, deu uma festa de arromba para famosos e anônimos, levando alguns dos seus convidados aos hospital devido a contaminação por Covid. Isso sem falar que ele já desdenhou de um morador de rua, quis lacrar ao não se reconhecer gay publicamente, entre outras tiradas mal dadas.

Hoje, não consigo mais assistir nenhum story dele, cancelei geral.

ANITTA

Furacão carioca moderno, a menina de subúrbio que usava a Lage para marcar a pela com fita adesiva simulando um biquini sexy, ganhou o mundo. Fenômeno das redes sociais, onde arregimenta legiões de fãs e seguidores, Anitta é conhecida além fronteiras.

Toda essa fama fez dela uma pessoa soberba. A necessidade permanente de holofotes, faz dela uma ‘presa fácil’ nas redes sociais do cancelamento. A cantora é ‘acusada’ de ser rude com fãs e totalmente autoritária com seus subalternos, chegando ao ponto de demitir sumariamente qualquer uma que aos seus olhos ‘não seja profissional como ela’. Sua fama de ríspida com assessores e demais trabalhadores do meio artístico é notória.

Outra faceta da ‘Poderosa’ de Honório Gurgel é sua interação nas redes sociais, opinando sobre tudo e todos. O caso mais famoso dessa intensa participação foi a sua briga com o jornalista Léo Dias, autor de um livro que conta exatamente a vida de Anitta. Os dois trocaram ofensas, um acusando o outro de má-fé e antiprofissioanalismo. Ela precisou ir para as redes sociais se defender das supostas chantagens do mesmo jornalista que escreveu sua “biografia” não autorizada. A situação a fez se indispor com muita gente e desgastou sua imagem.

O cume do meu ranço com Anitta aconteceu quando fui assistir seus documentário na Netflix. Nos primeiros minutos, Anitta já aparece dando bronca em seus funcionários. Essa será uma dinâmica que o espectador verá se repetir muitas e muitas vezes durante os seis novos episódios. São inúmeras as vezes em que ela aparece afirmando ser a única capaz de fazer o trabalho direito. Gritos e palavrões são partes igualmente presentes dessas sequências. Para mim, um choque. Vendo o documentário, só posso definir Anitta como uma nova ‘Suzana Vieira’, com sua carioquice brejeira elevada à última potência do deboche.

NEYMAR

O ‘menino’ Ney já se perdeu faz tempo. Suas derrotas futebolísticas pela seleção brasileira sedimentaram um ranço eterno em mim. Isso sem falar nos seus posicionamentos políticos, alinhados ao que há de mais atrasado e retrógrado. Primeiro apoiou abertamente o atual deputado federal Aécio Neves, envolto em altos esquemas de corrupção, denunciado por vários crimes, mas ainda impune pela justiça seletiva brasileira. Depois o ‘menino Ney’ caiu diretamente nos braços do bolsonarismo, sendo um entusiasta do presidente acusado de genocídio e que passará para a história como o pior mandatário do Brasil de todos os tempos.

Neymar também tem uma série de polêmicas, muitas de arrepiar o cabelo do mais careca dos seus fãs. Seu pai é um capítulo a parte, sendo o grande mentor do astro de futebol, seu Neymar também não fica atrás quando a questão é polêmica. Envolvido até a medula em supostas irregularidades fiscais no Brasil e em outros países, o pai de Neymar faz de tudo para se safar do fisco. A última dele foi aparecer para prestigiar o presidente Jair Bolsonaro em uma churrascaria em Brasília. Detalhe: neste dia o presidente fez alusão de enfiar caixas de leite condensando no ânus de jornalistas que estavam presentes, cobrindo o evento.

Neymar Júnior, fenômeno nacional da pelotinha, desde de muito cedo criou um séquito de acompanhantes, chamados de parças. Essas pessoas são amigos do astro que o seguem em todos os lugares, fazendo todo tipo de serviço para o craque do PSJ. Um desses serviços deu ruim, levando o jogador de futebol ao mundo policial, quando uma garota, agenciada por um dos parças, acusou Ney de estupro e sexo sem consentimento em Paris. O caso levou a demissão do veterano jornalista da Globo, Mauro Neves.

Enfim, Neymar se perdeu completamente tanto no mundo do futebol, como na vida pessoal. Nem mesmo seu romance de sessão da tarde com a atriz Bruna Marquezine foi capaz de melhorar sua imagem. Pelo contrário, suas idas e vindas no relacionamento acirraram ainda mais o abuso nacional contra seu maior jogador de futebol no momento.

Lamentável.