Antônio Pereira

8 de fevereiro de 2021

É muito fácil enganar o povo brasileiro

Pegue uma mídia familiar vigarista, um juiz desprovido de qualquer ética e moral e um promotor movido por ganância, com um toque de fanatismo religioso. Pronto, está feita a receita perfeita para enganar e iludir milhões de pessoas num país chamado Brasil, localizado no hemisfério sul do planeta Terra.

Vale lembrar que parte desses milhões de brasileiros fez questão da ‘ilusão’, afinal estavam travando uma guerra ‘santa’ contra o comunismo, esquerdismo e toda sorte de teorias da conspiração nascidas nos porões da ditadura militar de 1964.

Nesta novela brasileira, o juiz, com suas decisões estapafúrdias, ajuda um candidato a ser eleito presidente e depois é nomeado ele próprio como uma espécie de super ministro, coroando o esquema de forma descarada, escandalosa, em plena luz que ilumina o dia.

Dito isto, vamos ao enredo matador do que acabou se transformando o Brasil depois desta armação ilimitada entre um juiz, procurador e a mídia hegemônica. Após tudo isso estamos agora vivendo sob os escombros do que já foi um dia uma nação soberana. O Brasil de pérola mundial e queridinho dos estrangeiros, passou a ser tratado como toda republiqueta de bananas, dominado por um ditador amalucado, mal educado, totalmente sem pudor. Sim, temos um presidente ungido ao poder por esta trama mal diagramada de fanáticos religiosos com vigaristas profissionais.

O Brasil de Bolsonaro e sua família de zeros vai caminhando a passos largos para o retorno no tempo em que não tínhamos indústria nacional e até mesmo tecido para roupas vinha em grandes navios diretamente da longínqua Inglaterra, do outro lado do oceano.

A dilapidação do capital nacional, agravado pela pandemia do novo coronavírus vai produzir um país ainda mais atrasado e sem futuro. Nossas novas gerações terão profundas chagas desse tempo que vivemos agora, onde uma aliança macabra entre o grande capital especulativo, mídia sem-vergonha e magistrados desonestos produziram o maior desastre da história brasileira.

Sim meus amigos e amigas, estamos diante de uma catástrofe sem precedentes, onde a maior certeza é de que o povo brasileiro, ou grande parte dele, é facilmente enganado, jogado na balsa das almas, sem perspectivas, sem solução.

Lamentável.