Política

18 de setembro de 2020 08:28

Advogado diz que convenção do MDB em Arapiraca foi legal

Município terá uma das eleições para prefeito mais disputadas de Alagoas

↑ Advogado eleitoral garante que homologação de Luciano Barbosa como candidato em Arapiraca foi legal (Foto: Sandro Lima / Arquivo)

Após a divulgação de uma nota pública, na noite de quarta-feira (16), da Executiva Estadual do MDB, informando da dissolução do diretório municipal do partido e de que a legenda não terá candidaturas em Arapiraca, o advogado eleitoral Fábio Gomes afirma que os atos praticados pela representação estadual estão cheio de ilegalidades e irregularidades.

Gomes cita, por exemplo, o edital publicado no último dia 12 de setembro, que, segundo ele, não cumpriu o prazo de oito dias previsto no Artigo 27 do estatuto do MDB; assim como a inclusão dos nomes do deputado estadual Ricardo Nezinho e de Daniel Barbosa não se deu como prevê o Artigo 2º da Resolução 01/2020 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ainda segundo o advogado, a convenção de terça (15), que definiu Luciano Barbosa como candidato a prefeito de Arapiraca e como vice Ruteneide Nezinho (PL), seguiu todos os procedimentos legais e estatutários.

”E a convenção solicitada pelo diretório estadual confirmou a decisão do dia anterior”, relata.

A direção estadual do MDB afirma que o partido não terá candidato algum em Arapiraca este ano.

Se Luciano Barbosa estiver vice-governador até 2022, o governador Renan Filho, ao sair candidato ao Senado, não deixa o Executivo sob o comando do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Victor (Solidariedade).

Município terá uma das eleições mais disputadas

Com o fim do prazo das convenções partidárias, na quarta-feira (16), Arapiraca terá uma das eleições para prefeito mais disputadas de Alagoas.

Além de Luciano Barbosa, caso vença a queda de braço com o diretório estadual do MDB, A Capital do Agreste tem mais sete nomes para a disputa do cargo de prefeito e vice no próximo dia 15 de novembro.

O advogado Hector Martins teve o nome homologado na convenção do Cidadania, juntamente com o professor Edson.

O Patriota lançou os nomes do advogado Cláudio Canuto e do policial civil Abelardo Silva.

Já o PSOL tem como candidato a prefeito e vice o servidor público Lindomar Ferreira e a servidora da saúde Alice Kelly da Silva.

A vereadora Gilvânia Barros (Solidariedade) vai para a disputa com o colega de chapa Marcos Sena.

A prefeita Fabiana Pessoa (Republicanos), que assumiu o mandato após o falecimento de Rogério Teófilo (PSDB), tenta a reeleição com o apoio do PSL, que indicou o empresário Ewerton Santiago como vice na chapa.

Já o Partido Progressista (PP), do deputado federal Arthur Lira, líder do Centrão no Congresso Nacional, vai para o embate com o deputado estadual Tarcizo Freire, tendo como vice o médico Nelson Brandão.

A disputa para o cargo de prefeito de Arapiraca ainda terá o líder comunitário Odilon Tenório (PMN), que ainda não informou o nome do vice na chapa.

Fonte: Tribuna Independente / Editoria de Política

Comentários

MAIS NO TH