Política

29 de maio de 2020 15:06

Vice-presidente da CUT/AL cobra trabalhadores na discussão sobre fim do isolamento em AL

CUT e sindicatos até o momento não foram incluídos na discussão

↑ Vice-presidente da CUT em Alagoas, Izac Jacson (Foto: Ascom CUT/AL)

O vice-presidente da Central Única dos Trabalhadores em Alagoas (CUT/AL), Izac Jacson, quer que o Governador Renan Filho (MDB) inclua a Central e os sindicatos nas avaliações sobre o fim do isolamento social com consequente retomada da atividade econômica.

O governo do estado publicou, no dia 22 de maio, a Portaria nº 01/2020 que cria um grupo de trabalho para estabelecer protocolos de funcionamento dos setores econômicos após a pandemia. O documento prevê que serão criados grupos de trabalho envolvendo organizações patronais dos setores de comércio e serviços, do turismo e da indústria. Entretanto, nenhuma representação dos trabalhadores foi contemplada na Portaria.

Por este motivo, o sindicalista considera que a decisão, além de elitista, abandona a força produtiva aos sabores da vontade empresarial. “Não somos contra a retomada da atividade econômica. Mas queremos acompanhar, opinar, garantir que as medidas levarão em conta as demandas dos trabalhadores e, especialmente, a segurança. São vidas em jogo e toda a sociedade deve participar do processo decisório”, declara Izac.

Os trabalhos do Grupo já começaram, na prática. Os representantes do governo de Alagoas garantem que, assim que forem finalizados, os protocolos serão submetidos aos representantes dos setores econômicos já no mês de junho, segundo o Secretário da Fazenda de Alagoas, George Santoro. O Decreto estadual que declarou a situação de emergência e estabeleceu as normas de isolamento vale até o dia 31 de maio. Até lá, Izac promete mobilizar os sindicatos representativos dos setores afetados para cobrar a participação nas conversas em curso.

Fonte: Ascom CUT/AL

Comentários

MAIS NO TH