Política

26 de maio de 2020 18:01

Vereadora quer ampliação de cemitério para humanizar sepultamentos de vítimas de Covid-19

Silvania Barbosa solicita cessão de terrenos da Pecuária e da Academia da Polícia Militar para ampliar o Cemitério São José

↑ Vereadora Silvania Barbosa (Foto: Assessoria)

As imagens de superlotação do Cemitério São José correram o Estado. Valas estão sendo abertas no calçamento, em razão da crescente de sepultamentos realizados nos cemitérios de toda a capital, em decorrência da Covid-19. Para evitar o enterro em covas rasas, a vereadora Silvania Barbosa (PRTB), apresentou na tarde desta terça-feira (26), durante sessão ordinária realizada remotamente pela Câmara de Vereadores, requerimento solicitando o estudo da cessão de 20 metros do terreno do Parque José da Silva Nogueira, o Parque da Pecuária, e de outros 20 da Academia da Polícia Militar, situados ao lado e nos fundos do cemitério.

“A ideia é um estudo que viabilize a expansão do Cemitério São José. É de conhecimento de todos nós que essa precariedade de valas é antiga em todos os cemitérios da capital, mas a Covid-19 deixou a situação insustentável. Um novo cemitério poderia levar tempo para se tornar realidade, em razão da necessidade de autorização ambiental. Essa medida – de ampliar o São José – seriam uma medida mais urgente, para atender essas vítimas agora. Pode não ser a ideal, mas é prática e eficaz. A Prefeitura de Maceió está tentando outras soluções, inclusive analisando a situação das gavetas e mausoléus não regularizados, para dar uso a esses espaços ou regularizar a situação. O que ocorre nos cemitérios na atualidade é preocupante. A média de enterros subiu de 8 velórios/dia para 35. Sem contar com a escassez de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os coveiros,” esclarece a vereadora.

Embora o requerimento trate de estudo para a expansão do Cemitério São José, a parlamentar reconhece que a solução é imediatista e que a capital precisa de novos cemitérios públicos para atender demandas futuros e que independem da pandemia viral atual. Sendo essa a solução ideal a longo prazo.

Medicação

Em sua fala, Silvania Barbosa também mostrou preocupação com o uso de medicação para pacientes com sintomas gripais em Alagoas. Silvania destacou que algumas pessoas estão se automedicando ou estacando medicação, e que algumas ainda atuam no mercado negro, vendendo, a valores exorbitantes, medicações indicadas ou contestadas por órgãos de saúde. A vereadora citou ainda a ação das prefeituras de Maragogi e Cajueiro que estão disponibilizando kits com medicações para pacientes com sintomas gripais. Silvania fez ressalva à inclusão da hidroxicloroquina no kit, mas defendeu abertamente as demais. Por fim ela parabenizou o SUS, que segundo ela “neste momento de pandemia provou seu valor e sua fundamental importância à sociedade” e também parabenizou a Prefeitura Municipal de Maceió e todos os profissionais, da saúde ou não, que atuam na capital e estão na linha de frente no combate à Covid-19.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH