Política

12 de novembro de 2019 10:52

DEM reúne mulheres para incentivar participação na política

Presidente do partido em Alagoas, José Thomaz Nonô afirma que não existe uma reciprocidade entre a quantidade de mulheres, que são maioria da população, e a política

↑ Partido reuniu mulheres no Vergel do Lago para incentivar a participação na política (Foto: Sandro Lima)

Dezenas de mulheres se reuniram na manhã desta terça-feira (12) no Instituto Luiz Pedro, no bairro Vergel do Lago, em Maceió, para discutir sobre o papel feminino dentro da política brasileira. “Esse encontro é um chamamento para que as mulheres participem mais da política. As mulheres são a maioria da população brasileira mas, não existe uma reciprocidade entre esse número com as cadeiras ocupadas na política”, afirmou o presidente do DEM em Alagoas, José Thomaz Nonô, que é secretário municipal de Saúde.

Para Nonô, o machismo ainda impede que mais mulheres tenham uma participação efetiva dentro da política. “Nosso partido tem duas mulheres fortes ocupando cadeiras da Câmara de Vereadores de Maceió e o que eu tenho a dizer é que o lugar da mulher é na política. Queremos motivar essa participação e esse é o primeiro de muitos encontros que teremos antes do início das campanhas eleitorais, para que as participantes possam se manifestar a vontade, falar o que pensam e participar mais ativamente das atividades do nosso partido”, disse.

José Thomaz Nonô (Foto: Sandro Lima)

A vereadora Simone Andrade, presidente do DEM Mulher em Alagoas, explicou que o encontro tem o intuito de mostrar para as mulheres da comunidade a importância da participação na política. “Queremos mostrar para essas mulheres que elas são tão importantes na política quanto na vida cotidiana, no lar e no mercado de trabalho. O número de mulheres na política, representando o povo, tem que aumentar”, defendeu a parlamentar.

Simone Andrade (Foto: Sandro Lima)

A vice-presidente do DEM Mulher em Alagoas, Aparecida Augusta da Silva, destacou que apesar de serem 52% do eleitorado no país, as mulheres ainda elegem mais homens. “Estamos reunindo as mulheres de várias comunidades e do interior do estado para que elas entendam a sua importância como representante na política”, afirmou.

Luiz Pedro disse que o DEM não deve permitir que mulheres apareçam nas eleições como candidatas laranjas como, segundo ele, acontece em muitos partidos políticos. “Muitas mulheres têm vontade de participar da política mas, não sabem por onde começar. Vamos dar a oportunidade de elas falarem o que pensam e até de expor sua vocação nesses encontros”.

Fonte: Thayanne Magalhães

Comentários

MAIS NO TH