Política

23 de outubro de 2019 08:18

Seades e Seagri podem ter novos secretários

Marx Beltrão deve indicar novo titular da Agricultura; Pinaud pode retornar à Seades

↑ Antonio Pinaud já comandou anteriormente a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social e pode retornar ao posto ainda este ano (Foto: Assessoria)

O governador Renan Filho (MDB) desconversou ao ser questionado sobre possíveis mudanças de secretários no primeiro escalão do Executivo, respectivamente nas pastas de Agricultura (Seagri) e da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades).

Em resposta aos questionamentos da reportagem da Tribuna Independente, Renan Filho disse que estava “às ordens” para falar sobre mudanças sociais, a exemplo da redução da violência no estado, o aumento do IDEB, as estradas e o maior investimento em saúde. “Estou para falar sobre isso, política não tem mudança prevista para o curtíssimo prazo. Ficar discutindo só essa pauta da política é danado, vamos discutir um pouquinho segurança, saúde, estrada nova, hospital, novos concursos públicos, avanço no turismo. Essa é a agenda que eu estou de cabeça nela”.

Nos corredores do Palácio República dos Palmares, a informação que circula é de que o governador estaria preparando duas novas mudanças no secretariado. A secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) pode voltar para o comando de Antonio Pinaud, que ocupou o cargo em 2016. A pasta sairia da cota do PSD do deputado federal Marx Beltrão e passaria para a cota pessoal de Renan Filho.

À Tribuna, Pinaud disse que não recebeu nenhuma comunicação a respeito.

A outra mudança seria na Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri) que passaria a ser da cota de indicação de Marx Beltrão. Atualmente, a pasta está sob o comando de Silvio Azevedo, indicado pelo deputado federal Isnaldo Bulhões.

Se confirmada, esta seria a sexta mudança de secretário na pasta. Desde o início da gestão de Renan Filho passaram pela Seagri, o agropecuarista Álvaro Vasconcelos, Antônio Santiago, Carlos Henrique Soares e por último o ex-governador Ronaldo Lessa, que deixou o cargo após divergências com o governador,  reclamando publicamente que o órgão não tinha estrutura para trabalhar. Em seu lugar assumiu Silvio Azevedo.

A reportagem tentou contato com o deputado federal Marx Beltrão – através de sua assessoria de comunicação – para confirmar se procedia a informação e se a Seagri seria repassada ao parlamentar com todos os órgãos ligados a pasta. A exemplo de Iteral, Ideral, Emater – que hoje tem diferentes indicações.

ANO ELEITORAL

Duas mudanças praticamente certas que devem acontecer no ano que vem – devido ao período eleitoral – são nas secretarias do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh) e na do Trabalho e Emprego (Sete).  Fernando Pereira, atual secretário da Semarh vem sendo cotado para ser o candidato a prefeito da família em São Miguel dos Campos. Já Arthur Albuquerque que está à frente da Sete deverá ser candidato novamente a prefeito de Limoeiro de Anadia.

Outras saídas que podem acontecer no próximo ano são de Cecília Rocha da Secti, possível candidata à prefeita de Atalaia e Maurício Quintella da Seinfra. Ele vem tendo o seu nome sondado para uma eventual disputa pela prefeitura de Maceió.

 

Fonte: Tribuna Independente / Carlos Victor Costa

Comentários

MAIS NO TH