Política

20 de fevereiro de 2019 07:51

Renan Filho apresenta avanços de sua gestão

Em mensagem a deputados, governador garante manutenção de investimentos em áreas prioritárias e destaca solidez fiscal

↑ Governador Renan Filho compreende que a Assembleia Legislativa tem sido importante para a continuidade de sua gestão em Alagoas (Foto: Edilson Omena)

Os trabalhos legislativos na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) iniciaram ontem (19) de forma oficial, embora os deputados eleitos em outubro passado tenham tomado posse na sexta-feira (1º). O governador Renan Filho (MDB) participou da sessão de abertura e evitou ler a íntegra da mensagem entregue à Casa de Tavares Bastos, mas ressaltou os avanços alcançados por sua gestão durante os primeiros quatro anos. Ele fez um discurso conciliador e creditou as conquistas de seu governo à parceria com o Legislativo.

Renan Filho, que logo após a solenidade, viajou para Brasília, para se encontrar com o ministro da Economia, Paulo Guedes, destacou que o Estado inicia 2019 muito melhor se comparado a 2015 quando.

“Naquele momento nós tínhamos uma dívida monumental. A nossa dívida era mais de R$ 9 bilhões para uma arrecadação de aproximadamente R$ 6 bilhões e inviabilizava a política pública. Hoje, quatro anos depois, Alagoas vive um momento muito diferente. É com alegria que informo a ALE que o nosso Estado foi no ano passado o que mais investiu com recursos próprios, enquanto poucos estados investiram. A dívida caiu e coloca hoje Alagoas como um dos estados mais sólidos do Brasil”.

O chefe do Executivo ressaltou que neste segundo mandato irá continuar investindo em todas as áreas e pontuou alguma delas.

“Na educação, nós vamos seguir ampliando as escolas em tempo integral, fortalecendo o programa Escola 10 e a interação com os municípios. Na saúde, vamos terminar os equipamentos que estamos construindo, colocar as Upas que estão prontas em funcionamento e enfrentar o desafio também de colaborar com atenção básica na saúde que é lá onde se economiza mais os recursos. Na segurança, lançamos no início do ano o Programa Mais Policiais.  Com o programa nós vamos garantir contratação de policiais em todos os anos deste segundo mandato, realizando concursos para Polícia Civil, Polícia Militar, de maneira a elevar o efetivo das polícias e combatendo a violência nas ruas”.

Demonstrando querer realmente aparar as arestas com o Legislativo, o governador creditou ao parlamento a corresponsabilidade pelas conquistas em seu primeiro mandato.

 

Governador é favorável à reforma da Previdência

Paulo Guedes tem agenda com o governador Renan Filho (Foto: Divulgação)

Renan Filho aproveitou o momento também para falar sobre a política nacional. Ele disse estar torcendo para que o governo Bolsonaro dê certo. O governador disse ainda que a política vem sendo criminalizada e recaída a um segundo plano e que por isso Alagoas precisa estar unida.

“O que eu quero dizer com isso é que com o fortalecimento das forças políticas, dos partidos políticos e da democracia o país encontra uma saída da crise. Não há saída da crise fora das forças políticas. Por isso, a gente observa na política hoje duas coisas muito importantes. Uma é a renovação e outra é a vontade de dar segmento ao trabalho feito. Na ALE a gente tem representantes nestas duas vertentes. Olho pra Assembleia e vejo nossa sociedade representada. Os senhores [deputados] encontrarão no Executivo sempre o espaço aberto para receber críticas, sugestões e colaborações para que a gente possa fazer Alagoas avançar”.

No fim de suas palavras, Renan Filho, que demonstrava estar num clima amigável com os deputados brincou com o fato de ter sido conduzido para a tribuna que fica à direita no Plenário. Ao fazer alusão ao seu viés ideológico, disse que preferia está numa tribuna ao centro.

Queria deixar claro nos anais que eu sou menos de direita do que o anúncio da tribuna à direita. Se assim o fosse, não gostaria de estar na tribuna da direita, mas na do centro, mas se tivesse que pender, talvez fosse até esquerda. Um pedacinho mais para esquerda. Lembrando que a esquerda não é a desse ou daquele partido político, é a esquerda que defende o mais pobre”.

PREVIDÊNCIA

O governador concluiu seu discurso dizendo que no encontro que vai ter com o ministro Paulo Guedes irá solicitar a inclusão dos estados na Reforma da Previdência. Ele disse ainda que por onde anda relata que apoia a aprovação da reforma, mas que não vai admitir que ela seja feita em cima dos mais pobres.

LEI E FISCO

Ao fim da sessão, Renan Filho conversou rapidamente com a imprensa. O governador disse que além da reforma da Previdência, irá tratar com Paulo Guedes sobre a situação fiscal de Alagoas e convidar o Tesouro Nacional para fazer uma visita e aferir a solidez fiscal do estado.

Sobre a possibilidade de enviar a Lei Delegada para a ALE, o governador disse que ainda vai conversar com os deputados e também internamente com o secretário de Planejamento e a governança para checar se há necessidade.

“Acho que ao final do ano passado eu tinha conversado com o presidente [Marcelo Victor], mas de lá pra cá eu não falei mais e vamos avaliar isso e sobre esse e outros projetos”.

Fonte: Tribuna Independente / Carlos Victor Costa

Comentários

MAIS NO TH