Política

12 de dezembro de 2018 09:29

Jereissati critica Aécio e tenta isolar no senador acusação contra o PSDB

Senador cearense afirma que o mineiro 'prejudicou muito' a imagem do partido

↑ Tasso Jereissati e Aécio Neves (Foto: Agência Brasil)

Após mais uma Operação contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), na manhã desta terça-feira (11), o ex-presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), não saiu em defesa de seu correligionário, mas preferiu isolar na imagem já desgastada do tucano as críticas e a responsabilidade das acusações.

Na tarde desta terça, Jereissati afirmou que Aécio já “prejudicou muito” a imagem do PSDB e que era preciso “dar um jeito nesse problema”. A declaração foi dada após ser questionado pela imprensa sobre as novas denúncias que envolvem o senador no esquema de financiamento de campanha junto à J&F.

A referência da fala ocorre, ainda, porque não somente Aécio Neves foi alvo da Operação hoje. Mas também porque outros parlamentares foram envolvidos na suspeita de compra de apoio político do partido Solidariedade, no valor de R$ 15 milhões, por Aécio, e a emissão de notas fiscais frias em doações de campanha e caixa dois.

Entre eles, o deputado federal Paulinho da Força (SD-SP), e os senadores Agripino Maia (DEM-RN), e o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) também é investigado. Ainda, a suspeita é que Aécio teria recebido R$ 109,3 milhões, mas para o financiamento das eleições presidenciais de 2014 a todo o PSDB e a outras legendas.

“Eu acho que o Aécio já prejudicou muito o partido. E, se isso for comprovado (mesada para Aécio), é um negócio muito sério. Se essa mesada for realmente verdadeira, é uma questão séria”, disse Jereissati.

Fonte: Jornal GGN

Comentários

MAIS NO TH