Política

6 de novembro de 2018 08:56

Prefeito de Traipu quer suplementação de R$ 16,5 milhões

Projeto de autoria do Poder Executivo está trancado há duas sessões na Câmara de Vereadores

↑ Vereadores travam queda de braço para aprovar pedido do prefeito; servidores aguardam pagamentos (Foto: Assessoria)

O pedido de uma suplementação orçamentária no valor de R$ 16,5 milhões está colocando em pé de guerra o prefeito Silvino Cavalcante (PRTB) e os vereadores de Traipu, município ribeirinho localizado a 184 km de Maceió. Há cerca de um mês, o prefeito enviou o Projeto de Lei 18/18 que trata do pedido de autorização para abertura de crédito suplementar adicional de 20% do orçamento do município, que é da ordem de R$ 82 milhões.

Ocorre que o projeto de autoria do Poder Executivo está trancado há duas sessões na Câmara de Vereadores. Do total de 11 vereadores, a oposição conta com a maioria, ou seja, seis integrantes que decidiram solicitar o envio de novos documentos para que o prefeito Silvino Cavalcante justifique o pedido de suplementação.

Este ano, o gestor público já havia solicitado uma suplementação orçamentária adicional de 11% do orçamento municipal para o pagamento de despesas não previstas.

Assessores diretos do prefeito Silvino Cavalcante apontam interesse político na demora dos vereadores para  avaliação do novo projeto. Enquanto isso, servidores públicos e fornecedores estão sem receber pagamento.

Por conta do impasse, a sessão da Câmara de Traipu antecipou para a noite de desta terça-feira (6), para que os vereadores possam analisar a documentação e aprovar ou não o pedido.

A suplementação orçamentária é um crédito adicional para despesas não computadas ou insuficientes na Lei Orçamentária Anual (LOA), que visa atender à insuficiência de recursos no orçamento e a necessidade de atender situações que não foram previstas pelo gestor público.

Fonte: Tribuna Independente / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH