Política

3 de outubro de 2018 08:37

TRE/AL desmente boatos acerca do “voto parcial”

Ao teclar o “confirma”, se efetiva o registro de cada escolha feita pelo eleitor, seja para os votos válidos, nulos ou brancos

↑ (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil)

O Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) desmentiu uma notícia falsa que está em circulação nas redes sociais informando sobre a possibilidade de um “voto parcial”, que resultaria na anulação dos demais votos sequentes. Voto parcial não existe e os eleitores devem votar em todos os cargos, ainda que anulem ou votem branco.

De acordo com o TRE, o eleitor pode votar em um candidato, em nulo ou em branco para o cargo que quiser, pois não há nenhuma restrição para isso. No caso de uma eventualidade, como o eleitor passar mal e tiver votado apenas no primeiro cargo (deputado federal), o voto que ele tiver registrado será contabilizado normalmente e os demais que ele não registrar serão considerados nulos. Ao teclar o “confirma”, se efetiva o registro de cada escolha feita pelo eleitor, seja para os votos válidos, nulos ou brancos.

Também no raro caso de a urna travar, o voto do eleitor que estava em procedimento é reiniciado. Portanto, todo conteúdo da mensagem que está sendo propagada pelas redes sociais sobre “voto parcial” é falso.

A veiculação de notícias falsas no período eleitoral sempre foi uma preocupação do TRE-AL. Os desembargadores se preocupam porque a disseminação das notícias apócrifas podem causar um mal entendimento no eleitorado alagoano.

Para combater essas notícias falsas, o TRE segue atento para evitar a propagação destas informações inverídicas.

Fonte: Tribuna Independente / Editoria de Política

Comentários

MAIS NO TH