Política

8 de junho de 2018 22:46

“Policial que mata bandido deve ser homenageado”, diz pré candidato ao Senado

Policial Federal Moreno aliado de Bolsonaro em Alagoas, afirma que não deveria haver punição

↑ Flávio Moreno e Bolsonaro (Foto: Assessoria)

O Policial Federal Moreno aliado de Bolsonaro em Alagoas e pré candidato ao Senado pelo PSL é categórico em definir que nos últimos anos o parlamento nacional e os governantes são co-responsavéis pelo aumento da criminalidade no país.

Ao invés de aumentarem o rigor penal e promover a tolerância zero à criminalidade, criaram leis benéficas para bandidos e passaram a punir Policiais no cumprimento de seu dever, de proteger a sociedade.

Policial que mata bandido em confronto não deve ser punido, deve ser homenageado, promovido e condecorado. Essa é a lei a qual vamos propor. Disse, Flávio Moreno, Policial Federal, que é também presidente do PSL Alagoas.

Os mais de 62 mil assassinatos anuais no Brasil, a matança de Policiais, os milhões de assaltos, estupros de crianças e mulheres, violência contra jovens é em grande parte porque os criminosos perderam o medo de ser punido, a ineficiência do sistema implantado pela esquerda em consórcio com membros de organizações criminosas no país.

Criaram uma cultura e leis em sucessivos governos de esquerda no país após 1985, onde os criminosos tem mais direitos que o cidadão comum, do que o próprio policial. Isso não existe em lugar nenhum no mundo. Só aqui. O STF quando solta um criminoso, seja corrupto ou comum é devido essas brechas legais criadas por parlamentares em muitas vezes investigados por participar em organizações criminosas. A lei de progressão é uma benesses, a audiência de custódia aprovada por nossos parlamentares virou na verdade a lei de liberação compulsória de presos.

Até o direito a auto defesa tiraram do cidadão com o estatuto do desarmamento. Que precisa ser revogado. A criminalidade só aumentou após a aprovação desse estatuto.

Nosso modelo de segurança precisa de reforma no Congresso, onde o rigor penal e a modernização seja o caminho, a carreira meritocrática policial, o ciclo completo, a revogação do estatuto do desarmamento, o direito a auto defesa e a valorização policial.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH