Polícia

13 de abril de 2019 16:50

Sindicato denuncia superlotação de presos em delegacia no Sertão de Alagoas

Cela que tem capacidade para três presos provisórios tem 11 pessoas

↑ Para Sindpol, situação ressalta falta de compromisso da Secretaria de Segurança Pública, que não inaugurou Casa de Custódia de Delmiro Gouveia (Foto: Assessoria)

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) recebeu a denúncia de que a Delegacia de Delmiro Gouveia, no Sertão alagoano, está superlotada e comunicou o fato à imprensa neste sábado (13). Em apenas uma cela, que tem capacidade para três presos provisórios, tem 11 pessoas. De acordo com o Sindpol, por causa da falta de espaço, os detentos brigam entre si. “A situação é desumana e representa perigo aos policiais civis e aos próprios presos com risco iminente de motins”, afirma o sindicato.

O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, destaca que a Delegacia de Delmiro Gouveia não possui estrutura para abrigar tantos presos. “O efetivo dos policiais civis, que já é reduzido, torna-se mais precário com a superlotação de presos. Com o caos, os policiais estão deixando de fazer as atividades da Polícia Judiciária para tomar conta de presos”, denuncia.

Para o sindicalista, a situação ressalta a falta de compromisso da Secretaria de Segurança Pública, que não inaugurou a Casa de Custódia de Delmiro Gouveia. “Se a Casa de Custódia já estivesse sido colocada em funcionamento, essa problemática da delegacia de Delmiro Gouveia e das cidades circunvizinhas não estaria acontecendo. Isso é uma falta de responsabilidade da Secretaria de Segurança, que só faz prejudicar a população”, alerta.

Ricardo Nazário diz ainda que o povo é quem fica sem a cobertura com eficiência da Polícia Civil, porque os policiais civis têm que estar tomando conta dos detentos ao invés de estar investigando e esclarecendo os crimes que acontecem em Delmiro Gouveia e nas proximidades.

Fonte: Tribuna Hoje, com assessoria

Comentários

MAIS NO TH