Mundo

7 de dezembro de 2018 12:57

Morte de filha por leucemia marcou a vida da família Bush

História foi descrita em cartum que viralizou nas redes sociais e, de autoria de cartunista de jornal de Mississipi, foi publicado no The Washington Post

↑ Filhos e outros familiares chegam ao Texas para enterro David J. (Foto:Phillip/Reuters)

Os vários dias de homenagens ao ex-presidente George H. W. Bush, que morreu no último dia 30, aos 94 anos, serviram para o mundo conhecer melhor a história de vida de sua família.

Nesta trajetória, mesmo enquanto Bush pai tomava decisões de repercussão internacional, diante de outros presidentes, nunca lhe saía da cabeça a imagem de sua filha, Pauline “Robin” Bush, que morreu em 1953, aos três anos, com leucemia.

“Pelo resto de suas vidas, ajudar a combater o câncer foi uma das muitas causas que levaram George e Bárbara Bush.”

Conhecedor desta história, o cartunista Marshall Ramsey, do jornal Mississippi Clarion Ledge, voltou a fazer um cartoon em homenagem à família. Ele já havia feito uma ilustração na ocasião da morte de Bárbara, em abril último.

O Post divulgou a imagem, que viralizou nas redes sociais e, segundo o jornal Diário de Notícias, encantou Jenna Bush Hagger, neta do casal Bush.

No desenho, a esposa Bárbara está ao lado de Robin, em uma nuvem, e recebe o ex-presidente que chega em um avião de combate da Segunda Guerra, da qual participou.

A morte de Robin marcou a família Bush. O próprio filho mais velho, George, presidente do país entre 2001 e 2009, citou a irmã, que morreu quando ele tinha sete anos, durante seu emocionado discurso em homenagem ao pai, no funeral na última quarta-feira (5), descrevendo uma cena parecida com a do desenho de Ramsey.

“Em nossa dor, nós sorriremos sabendo que papai está abraçando Robin e apertando a mão da mamãe novamente.”

Início do drama

O Post, citando fontes como o biógrafo de Bush pai, Jon Meacham, rememorou a rotina da família desde quando os filhos de Bush eram crianças, relembrando as aspirações daquele casal tido como tranquilo e afável.

Descreveu o desejo de George e Bárbara de ter uma menina para se contrapor à algazarra feita pelos meninos da casa (George filho e seus três irmãos), que espalhavam cards, raquetes, fortes em miniatura. O próprio Bush revelou isso à sua mãe, em carta emocionada, após a morte da filha. Anos depois eles tiveram outra filha, Dorothy.

O drama se iniciou quando a menina, que passou a demonstrar cansaço, foi diagnosticada com leucemia, palavra que o casal nunca tinha ouvido até então.

Bush e família se mudaram para Manhattan, em Nova York, e a menina se tratou no hospital Sloan Kettering, onde o tio do ex-presidente atuava como médico.

Fonte: R7

Comentários

MAIS NO TH