Interior

12 de outubro de 2019 11:14

Maragogi e São Miguel dos Milagres: “nenhuma praia da região foi atingida por óleo”

Em nota, as duas secretarias afirmam que até o momento nenhum resíduo do petróleo foi encontrado

↑ Praia do Toque em Milagres; município teme que mancha chegue ao litoral (Foto: Claudio Bulgarelli)

Apesar da preocupação e da constante vigilância por parte das secretarias de Meio Ambiente e de Turismo, com fiscais e voluntários de ONGs percorrendo as praias e jangadeiros de passeios de turismo prontos para relatar qualquer situação de anormalidade, as nove praias de Maragogi e as quatro de São Miguel dos Milagres não foram atingidas pelo derramamento de óleo que vem ocorrendo em quase todo o Nordeste, revelando o pior desastre ambiental da região.

Em nota, as duas secretarias afirmam que até o momento nenhum resíduo do petróleo foi encontrado nem nas praias e nem nas piscinas naturais, que são as maiores atrações turísticas da Costa dos Corais.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Maragogi emitiu uma nota pública assegurando que as nove praias do município litorâneo não foram atingidas pelas manchas de óleo que já atinge 10 municípios alagoanos, inclusive até a foz do rio São Francisco, em Piaçabuçu. O secretário da pasta, Gabriel Vasconcelos, garantiu, no entanto, que secretaria continua em estado de alerta máximo com equipes de monitoramento se revezando 24 horas em todos os 22km de litoral.

Idêntica situação em São Miguel dos Milagres, onde a secretária de Turismo e Meio Ambiente, Carol Lessa, afirma que os 9km de praia também não foram atingidos pelo óleo. Mas a secretaria mantém uma equipe também em alerta máximo, além de contar com a colaboração de mais de 100 jangadeiros de passeios das piscinas naturais e membros de pelo menos duas entidades, a Amitus, que é a Associação de Turismo Sustentável, e o Instituto Yandê.

As duas cidades criaram uma espécie de gabinete de crise que estão em permanente contato com a Capitania dos Portos, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ibama e departamentos municipais de meio ambiente que integram a Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais.

A nota da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Maragogi afirma que “até a presente data não foi detectada nenhuma ocorrência do aparecimento de mancha de óleo nas nossas praias, mas, inobstante, continuamos em estado de alerta máximo com equipes de monitoramento se revezando 24 horas em todo o litoral para agir se porventura surja a substância que vem causando um desastre ambiental de proporções ainda não mensuradas, tal a sua magnitude e gravidade”.

Já a Secretaria de Turismo de São Miguel dos Milagres garante que está em permanente contato com todos os órgãos envolvidos em monitorar o desastre “para que possamos agir de forma célere e sinérgica na indesejada hipótese do surgimento das manchas de óleo nas praias de Milagres e adjacências. Tudo isso é para tranquilizar a todos que desejem visitar-nos e usufruir do nosso incomparável litoral”.

Fonte: Tribuna Independente / Claudio Bulgarelli – Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH