Esporte

17 de setembro de 2020 18:23

CRB perde de 2×0 para o Juventude no jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil

Galo terá que vencer por três gols de diferença em Maceió para se classificar às oitavas

↑ Resultado deixa mais difícil a vida do CRB na Copa do Brasil (Foto: Arthur Dallegrave / E.C. Juventude)

O Juventude abriu boa vantagem sobre o CRB na Copa do Brasil. Em Caxias do Sul, venceu nesta quinta por 2 a 0, gols de Igor e Wagner. Um em cada tempo. Assim, o Juventude pode perder até por um gol de diferença na próxima terça-feira (22) em Maceió. Curiosamente, essa foi a primeira vitória do time gaúcho nesta edição da competição nacional. Nas outras três fases, se classificou com empates e disputas por pênalti.

Não há mais o critério do gol qualificado fora de casa na competição. Assim, o CRB tem que vencer por três de diferença para se classificador no tempo normal. Se devolver a derrota por dois gols, leva a decisão para os pênaltis.

Comentarista de arbitragem do Grupo Globo, Sandro Meira Ricci disse que o juiz Thiago Duarte Peixoto (SP) deixou de marcar dois pênaltis no primeiro tempo. Um para cada lado. Para ele, Gum tocou com o joelho em Dalberto, aos 11, e o zagueiro Wellington, do Juventude, colocou a mão na bola na área, aos 44. Sandro ponderou, no entanto, que os lances eram difíceis.

Primeiro tempo

O jogo foi equilibrado. O Juventude começou mais presente no campo ofensivo, mas não finalizava. Aos poucos, o CRB foi se assanhando. Levou mais perigo em cobranças de escanteio.

Na melhor delas, Reginaldo arrumou para Jatobá cabecear: Marcelo Carné fez grande defesa. A resposta do Juventude veio com Dalberto. Ele colocou na frente de Gum e caiu na área. Os jogadores do time gaúcho pediram pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

Aos 33 minutos, Igor aproveitou rebote fora da área e finalizou: a bola desviou em Reginaldo, tirou Victor Souza da jogada e entrou. Gol do Juventude. O CRB quase empatou numa finalização de Igor Cariús e, no finalzinho, os jogadores do Galo pediram um toque de mão de Wellington na área. O árbitro deu falta de ataque do CRB.

Segundo tempo

O Juventude criou as primeiras chances da etapa final. Aproveitou erros na saída de bola do CRB. Breno quase marcou aos quatro e aos 18. Antes, aos 15, Cajá experimentou de longe e Victor Souza espalmou com dificuldade.

Aos 26, Jatobá levantou na área do Juventude, e Dudu cabeceou para baixo. Marcelo Carné defendeu. Foi a única jogada de perigo do CRB. Aos 35, o segundo gol do Ju. Marciel achou Dalberto nas costas da marcação, pela esquerda. Ele tocou para o meio da área e Wagner fechou para guardar: 2 a 0 no Alfredo Jaconi.

Fonte: Globo Esporte

Comentários