Esporte

23 de julho de 2019 01:20

Sport empata com Brasil de Pelotas e não entra no G4 da Série B

Time comandado por Guto Ferreira chegou aos 18 pontos na 5ª posição

↑ Em campo castigado pela chuva, Sport e Brasil empataram (Foto: Anderson Stevens / Sport Recife)

Na abertura da 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Sport recebeu o Brasil de Pelotas-RS na noite desta segunda-feira na Ilha do Retiro e empatou por 0 a 0.

Com o resultado, a equipe pernambucana perdeu a chance de entrar provisoriamente no G4 da Série B. O time comandado por Guto Ferreira chegou aos 18 pontos na 5ª posição, mesmo número do 4º colocado Atlético-GO, que tem uma vitória a mais e um jogo a menos disputado.

Já a equipe gaúcha, se manteve na 12ª colocação, com 13 pontos conquistados em 11 partidas. O time xavante está cinco pontos acima do primeiro time na zona de rebaixamento, o São Bento. A distância para o topo é a mesma, cinco pontos para o 4º colocado Atlético-GO.

Jogo

Jogando dentro de seu estádio, o Sport foi para cima em busca da vitória mas não conseguiu dominar a equipe gaúcha, que teve mais posse de bola e evitou grande chances do time pernambucano. A primeira oportunidade do Leão aparaceu somente aos 28 minutos, em finalização de Hyuri na entrada da área, bem defendida por Carlos Eduardo.

Aos 34, ainda deu tempo para Yago cabecear em direção ao ângulo direito da meta, mas mais uma vez o goleiro do Brasil de Pelotas salvou.

Na segunda etapa, o Sport conseguiu ampliar seu domínio e passou a exercer maior pressão. Aos 19, Guilherme dominou na intermediária, adiantou e a bateu firme, a bola passou pouco acima do gol, tirando tinta do travessão. Aos 26, Carlos Eduardo foi protagonista mais uma vez, defendendo dois chutes em seguida de Yan, que substituiu Hyuri.

Aos 33, os gaúchos assustaram o Sport. Cristian tocou para o atacante Rafael Grampola, que bateu rasteiro e colocou para dentro das redes. O jogador, porém, estava em posição de impedimento e a arbitragem do paulista Douglas Marques das Flores invalidou o lance.

A equipe da casa terminou com mais posse de bola, 56%, e finalizações, 24, porém apenas seis em direção ao gol, contra seis do Brasil de Pelotas, que só acertou o alvo uma vez.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários