Esporte

22 de janeiro de 2019 09:10

Derrota na estreia não mudará planejamento do CSA para temporada

Grupo se reapresentou nesta segunda-feira (21)

↑ CSA sofreu contra o Dimensão Capela e perdeu o jogo por 1 a 0 (Foto: Ascom/CSA)

Nada vai mudar. O CSA teve alguns tropeços nesse início de temporada, mas o técnico Marcelo Cabo garante: “Agora é ter tranquilidade, segue o planejamento. O que a gente fez aqui hoje foi tudo planejado. A gente não pode mudar e nem tirar as nossas convicções daquilo que a gente planejou para o início de temporada. Infelizmente, a vitória não veio”, disse ele após a derrota para o Dimensão Capela por 1×0.

Nesta segunda-feira (21), o grupo se reapresentou. O atacante Patrick Fabiano falou com a imprensa. “Estamos buscando o melhor. Logo, logo, nosso grupo vai estar dando alegrias ao torcedor”. O foco agora é no duelo contra o Jacyiobá, nesta quarta-feira (23), às 20h30, no Rei Pelé. Cabo deve promover algumas mudanças, mas o treino hoje é de portões fechados.

REFORÇOS

De olho no calendário repleto de compromissos e principalmente na Série A do Brasileirão, o CSA continua aberto para montar o elenco e tenta a contratação de mais um atleta experiente. Trata-se do lateral-esquerdo Carlinhos, que teve uma breve passagem pelo Paysandu ano passado. O diretor de futebol, Fabiano Melo, revelou ao Globo Esporte que mantém conversas com o empresário do jogador e espera uma resposta em breve.

“Ele foi oferecido e tivemos uma conversa com o agente dele. É um jogador experiente, que já jogou várias Séries A. Todo bom jogador interessa. Estamos conversando com o agente dele e não tem nada descartado”.

CONTUSÃO

O zagueiro Leandro Souza está otimista com o retorno aos gramados. “Nestas últimas semanas tive uma evolução grande e isso me deixa feliz. Estou fazendo um trabalho forte na academia para me recuperar bem e voltar logo. Quero estar à disposição quando me sentir 100%. Vai acontecer no tempo certo. Quero manter essa intensidade para estar pronto nas próximas semanas”, disse o xerife azulino.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários