Esporte

21 de setembro de 2018 22:46

Fortaleza acaba com jejum e abre vantagem na ponta da Série B

Resultado levou o Leão aos 50 pontos, mais líder do que nunca

↑ Foto: Reprodução

O Fortaleza venceu pela primeira vez no mês de setembro. Na noite dessa sexta-feira, a equipe comandada por Rogério Ceni acabou com o jejum que já perdurava quatro rodadas graças a um sofrido triunfo por 2 a 0 em cima do Vila Nova, no Castelão, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O resultado levou o Leão aos 50 pontos, mais líder do que nunca, agora quatro pontos à frente do Goiás, vice-líder. O CSA, que ainda entrará em campo nessa rodada, pode chegar aos 49 pontos. Já o Vila Nova, que viu sua série invicta de sete jogos ir por água abaixo, estaciona nos 43 pontos e perde chance de entrar no G4.

Apesar do treinador do time cearense ter escalado apenas um volante, com dois pontas abertos, a ideia de pressionar os goianos no primeiro tempo não deu muito certo. O Vila Nova soube ser seguro atrás e perigoso na frente. Em um dos contra-ataques mais rápidos, Lucas Braga tomou a bola de Tinga e cruzou para Alex Henrique, embaixo do gol. O centroavante chegou a testar a bola, mas o passe foi muito forte e dificultou a conclusão.

Na etapa final, enfim, o Fortaleza se impôs como Ceni gostaria e amassou os visitantes, que já não tinham o mesmo gás. Porém, o goleiro Rafael Santos seguia sendo pouco exigido. Falta acertar o último passe.

O Vila Nova tratou de ajudar. Gastón Filgueira parou Marcinho na entrada da área com falta dura e recebeu o segundo cartão amarelo, consequentemente, o vermelho, e complicou a missão dos goianos, que passaram a ter um jogador a menos em campo.

Mas tudo mudou mesmo aos 27, quando Éderson entrou no jogo. Primeiro, o Fortaleza conseguiu um pênalti aos 37 minutos. Rodolfo bateu para o gol e Hélder interceptou a bola com o braço. Éderson chamou a responsabilidade e estufou as redes.

No embalado da torcida, completamente enlouquecida nas cadeiras do Castelão, o Fortaleza deu o golpe final cinco minutos depois, em contra-ataque mortal. Gustavo recebeu e deixou Éderson na boa. O atacante não titubeou e, de primeira, mandou no cantinho, contrapé de Rafael Santos, que só pôde acompanhar a bola balançando a rede.

Após o apito final, a comemoração dos tricolores foi parecida com a de um título. A carga pesada pela falta de resultados foi extravasada, e Éderson ganhou um abraço especial de Rogério Ceni ainda dentro do gramado.

Na próxima rodada, o Vila Nova receberá o Guarani, na sexta-feira, em Goiás. O Fortaleza jogará antes, na terça, contra o São Bento, de novo no Castelão.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários