Esporte

18 de agosto de 2018 18:50

Oeste e Juventude ficam no 0x0 e seguem próximos ao Z4

Clubes estão na parte de baixo da tabela, no 11º e 12º lugares

↑ Nada de gol no jogo em Barueri (Foto: Reprodução / Facebook Oeste FC)

Neste sábado, Oeste e Juventude protagonizaram confronto direto pela Série B do Campeonato Brasileiro. Pela rodada de número 21, os torcedores que compareceram à Arena Barueri e se animaram com o jogo movimentado do primeiro tempo, acabaram frustrados com o fraco futebol apresentado na etapa final. Pela queda de rendimento, o zero do placar acabou sendo justo.

Com o resultado, o Rubro-Negro continua na 11ª colocação, agora com 28 pontos ganhos, cinco a mais que o Brasil-RS, que abre o Z4. Na próxima rodada, o time Paulista volta a jogar em casa, desta vez contra o vice-líder CSA. Os gaúchos, por outro lado, vão a 27 pontos e seguem na 12ª posição. O próximo adversário será o Avaí, na Ressacada, na próxima terça-feira.

Equipes criam, mas não chegam ao gol

O jogo começou morno, mas não demorou muito para que a primeira boa chance surgisse. Aos 12 minutos, Pará foi bem pela esquerda, chegou ao fundo e rolou para trás. Leandro Lima cruzou rasteiro e por pouco Elias não consegue desviar para o gol. Conrado foi bem no lance e travou o chute, salvando o Oeste.

A resposta do Rubro-Negro veio aos 19. Pedrinho aproveitou a sobra na área e ficou cara a cara com Matheus Cavichiolli, que saiu muito bem do gol e evitou o tento do time da casa.

Aos 26, o Juventude voltou a assustar. Matheus Bertotto recebeu ótimo passe em profundidade, mas Tadeu estava ligado e saiu nos pés do volante, travando a finalização de maneira providencial.

Aos 29, outra boa chance do time gaúcho. Fellipe Matheus pegou a sobra dentro da área e bateu firme. A bola tinha endereço certo, só não entrou porque Lídio apareceu em cima da linha para afastar. E Fellipe Matheus voltou a ficar no quase, aos 37. O meia recebeu de Leandro Lima dentro da área e, com o gol aberto, não conseguiu se equilibrar a tempo de finalizar. O chute saiu torto, pela linha de fundo.

Ritmo cai e jogo piora no segundo tempo

A etapa final não contou com tantas chances claras como a primeira. Os times voltaram mais cautelosos e o jogo perdeu em qualidade ofensiva. O Oeste passou a ficar mais com a bola, tentando trabalhá-la, mas não foi nada eficiente.

O Juventude teve a melhor oportunidade, aos nove minutos, quando o zagueiro Wágner completou cobrança de escanteio com liberdade, mas não conseguiu escorar para dentro e a bola passou lambendo a trave esquerda de Tadeu.

O time gaúcho, mesmo melhor em campo, completou sete horas sem balançar a rede aos 21 minutos. O último gol anotado pelos jaconeros foi na 17ª rodada, contra a Ponte Preta. Pelo que fez no primeiro tempo, talvez merecesse sorte melhor, mas pelo futebol apresentado por ambas as equipes nos últimos 45 minutos, o resultado acabou sendo justo na Arena Barueri.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários