Esporte

22 de maio de 2018 10:15

Conselho aprova mudança em mandato presidencial no Verdão

Gestão agora é de três anos, com direito a uma reeleição

↑ Leila Pereira, presidente da Crefisa, e Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras (Foto: Marcello Zambrana/AGIF)

O Conselho Deliberativo do Palmeiras aprovou nesta segunda-feira (21) a ampliação do mandato presidencial: três anos, com direito a uma reeleição. Atualmente, o modelo é de um biênio com direito a um novo mandato. Dos 224 conselheiros presentes, 143 foram a favor da mudança.

Para que a eleição deste ano já tenha o novo modelo, a Assembleia dos Sócios deverá aprovar o resultado da mudança votada no Conselho. Maurício Galiotte, um dos principais defensores do novo modelo, poderá ficar mais três anos no cargo caso vença o pleito, que será realizado em outubro.

A mudança também permitirá que Leila Pereira, presidente da Crefisa, principal patrocinadora do Palmeiras, seja candidata à presidência do clube em 2021, quando terminará o mandato da votação realizada neste ano. Em 2020, data em que o pleito seria realizado sem a mudança no estatuto, Leila ainda não teria tempo suficiente como conselheira para poder concorrer à presidência.

Fonte: Esporte Interativo

Comentários

MAIS NO TH