Esporte

8 de fevereiro de 2018 00:29

Goleiro salva no fim e CSA vai encarar o São Paulo pela Copa do Brasil

Verdadeiro herói da classificação acabou sendo o goleiro Mota

↑ CSA jogou com um a mais cerca de 30 minutos e mesmo assim sofreu para se classificar (Foto: Divulgação/CSA)

Na noite desta quarta-feira (7), o CSA conquistou uma classificação emocionante em cima do Manaus, na Arena da Amazônia, com um empate por 2 a 2. Dessa forma, a equipe alagoana vai à segunda fase da competição por mata-mata e deixa pelo caminho o sonho do Manaus. O São Paulo, que despachou o Madureira na primeira fase, agora aguarda a definição da data do encontro, que deve acontecer no estádio Rei Pelé, em Maceió, de novo em jogo único.

Em boa fase tanto no Estadual quando na Copa Verde, o Manaus abriu o placar em cima de uma das sensações do nordeste aos 35 minutos. O zagueirão Deurick aproveitou sobra de escanteio cobrado na área e estufou as redes.

O CSA, que nessa temporada disputará a Série B do Campeonato Brasileiro, respondeu menos de dez minutos depois. Giva aproveitou cruzamento de Didira e tocou de primeira para o fundo do gol.

Logo no início da etapa final, a partida ficou paralisada por 24 minutos por falta de ambulância. O veículo que estava no estádio teve de entrar em ação para levar o goleiro Jonathan, da equipe da casa, ao hospital depois de uma trombada com o zagueiro Deurick.

Com o reinício do jogo, já com uma nova ambulância à disposição e com a notícia de que Jonathan passava bem, o Manaus partiu para cima naturalmente. O empate daria a classificação aos visitantes.

Então, entrou em ação o estreante da noite. Hamilton pegou rebote da entrada da área e bateu cheio de estilo para encobrir o goleiro Mota. Um golaço. A empolgação, no entanto, acabou complicando Hamilton e o Manaus. Por ter levantando a camisa na comemoração, o meia recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso do jogo.

O erro custou caro. Com um a menos, o Manaus se viu encolhido em seu campo de defesa. O CSA acertou a trave, insistiu e foi premiado com um gol a três minutos do fim do jogo. Leandro Souza, de cabeça, após cobrança de escanteio, empatou o jogo e deu a classificação ao time alagoano, já que o regulamento da Copa do Brasil prevê a vitória como único resultado para a classificação dos mandantes nos confrontos de duelo único.

Mas o verdadeiro herói da classificação acabou sendo o goleiro Mota. Isso porque no último minuto de jogo, mesmo com um a menos, o Manaus conseguiu um pênalti. A comemoração já era de gol. Porém, Nena viu o goleiro Mota acertar o canto e espalmar para fora a última chance do Manaus avançar na Copa do Brasil. Festa dobrada do CSA após o apito final.

Fonte: Redação com Gazeta Esportiva

Comentários