Esporte

12 de agosto de 2017 02:01

América vence o Náutico e segue líder isolado da Série B

Náutico entra em campo novamente na próxima terça contra o Figueirense

No confronto que colocou frente a frente o primeiro e o último colocado do Campeonato Brasileiro da série B, o América venceu o Náutico, por 1 a 0, na noite desta sexta-feira, no Independência, e seguiu líder isolado da segundona, com 39 pontos. O clube pernambucano, por sua vez, está com 14 tentos, nove pontos em relação ao primeiro time fora da zona de rebaixamento.

A partida foi amarrada. O Náutico chegou a Belo Horizonte com uma postura fechada, esperando o Coelho em seu campo de defesa, tentando encaixar um contra-ataque em velocidade. Já o América queria decidir logo o jogo, tomou conta do duelo e conseguiu o tento da vitória no fim do primeiro tempo.

O Náutico entra em campo novamente na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), na Arena Pernambuco, contra o Figueirense. O Coelho volta a jogar na sexta, contra o Goiás, no Olímpico, às 21h30.

Primeiro tempo

Aos 10 minutos de jogo, o desenho tático de cada equipe era muito claro e cada proposta estava muito bem esquematizada. O Coelho era o time da casa, líder do Campeonato Brasileiro da segunda divisão e trocava melhor passes, tinha o domínio da partida, querendo o resultado logo.

Por outro lado, o Náutico jogava fechado, esperava o América em seu campo defensivo e tentava as melhores chances para abrir espaços e buscar um gol. Com o time adversário fechado, o América precisava achar espaços pelos lados para conseguir criar jogadas e levar perigo contra a meta de Jefferson.

No fim do primeiro tempo, o América conseguiu seu gol. Aos 39, o atacante Luan recebeu a bola na frente e encontrou Hugo Almeida, na cara do gol, com o trabalho apenas de empurrar para o fundo das redes e colocar o Coelho em vantagem.

O detalhe do gol é que a lei do ex funcionou mais uma vez no futebol. Hugo Almeida e Giovanni, ambos já jogaram pelo Náutico, participaram da jogada do tento.

Segundo tempo

A segunda etapa foi exatamente como a primeira. Mesmo com a desvantagem no placar, o Náutico seguiu atrás da linha da bola, procurando oportunidades, mas se fechando bastante e concentrando suas atenções em conseguir um contra-ataque para surpreender a torcida mineira.

O Coelho, por sua vez, tinha mais intensidade, mais posse de bola e trocava mais os passes no campo de ataque. A segunda etapa, entretanto, foi mais leve, os times não tinham tanta intensidade como no momento inicial da partida.

A melhor chance da segunda etapa ficou em um gol anulado do Coelho. O jovem Matheusinho encontrou Hugo Almeida, ele empurrou para o fundo das redes, mas o bandeira dedurou a irregularidade.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários