Esporte

24 de abril de 2017 11:22

Alagoas conquista 35 medalhas no Campeonato Regional de Judô em Aracaju

Foram 6 ouros, 8 pratas e 21 bronzes; grande parte dos medalhistas estará presente no Jeal 2017

Alagoas conquistou 35 medalhas no Campeonato Brasileiro/Região II realizado este fim de semana, em Aracaju (SE): foram 6 ouros, 8 pratas e 21 bronzes. O próximo desafio será o Campeonato Brasileiro sub 21, em maio.

Dentre os medalhistas, destaque para o projeto de judô da Escola Estadual Theonilo Gama, do Jacintinho, com sete medalhas – dois ouros e cinco bronzes. Os dois ouros foram conquistados por Igor Vieira no sub 18, categoria abaixo de 55 kg e Luiz Filipe Alves, ouro no sub 15 na categoria abaixo de 48 kg – este último derrotando o atual campeão panamericano Max Breno, do Rio Grande do Norte. Já o experiente José Ayrton Lima trouxe dois bronzes para o Estado nas categorias sub 21 e sênior.

Ouro também para os judocas sub 13 Arthur Ponciano, do Colégio Marista (categoria 38 kg) e Miguel Chicuta, da Escola Nossa Senhora do Amparo (categoria sub 31) e para os arapiraquenses Roseanny Leite da Silva – ex-aluna da Escola Estadual Moacir Teófilo e ouro no feminino sub 21 –  e Pedro Leonardo Ramos Barbosa (ouro no masculino sub 21 pesado). Pedro, aluno da Escola Estadual Costa Rego, conquistou ainda o bronze na categoria sênior.

A campeã dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), Maria Eduarda Mata, aluna da Escola Estadual Saturnino de Souza, de Matriz de Camaragibe, foi bronze na categoria sub 18 Ligeiro. Bronze também para Jonathan Mesquita, aluno da Escola Estadual Maria das Graças de Sá Teixeira, do bairro do Feitosa, que conquistou medalha na categoria sub 15 médio.

Avanços

Os estudantes treinam em projetos esportivos e sociais apoiados pela Federação Alagoana de Judô (Faju), a exemplo do Gama Judô Clube, Fênix, Theonilo Gama, Associação Júlio Mota, Leonízio Judô Clube. As Secretarias de Estado da Educação (Seduc) e do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj) também são parceiras destas iniciativas.

Coordenador do projeto Theonilo Gama e coordenador técnico adjunto da Faju, Ricardo Sérgio Santos, faz uma análise positiva do desempenho alagoano na competição.  “O judô de Alagoas vem melhorando cada vez mais os resultados e, com certeza, os projetos de escolas públicas são os celeiros de onde sairão, em curto e longo prazo, grandes talentos. Nosso objetivo é aumentarmos o número de atletas medalhistas no cenário nacional”, afirma Ricardo Sérgio.

Fonte: Agência Alagoas

Comentários