Entretenimento

8 de janeiro de 2018 10:48

“Treze Dias Longe do Sol” estreia hoje com trama sobre corrupção

O seriado, parceria da Globo com a O2 Filmes, conta com elenco estrelado.

↑ Foto: Divulgação/TVGlobo

“Treze Dias Longe do Sol”, com estreia marcada na televisão para esta segunda-feira (8/1), é a nova aposta da Globo no mercado de séries. A produção tem trama que passa pela corrupção das empreiteiras, tema bastante atual no cenário político brasileiro.

Acho que é uma história bastante atual, forte, que prende. Envolve política, propina, construtoras e esse engenheiro (Saulo, personagem do ator) que quer fazer tudo do jeito dele, passando por cima dos outros. Não dá para descolar tanto assim do que está acontecendo hoje em dia

Selton Mello

A história começa com o desabamento de um prédio – feito totalmente em 3D. A partir desse momento trágico, inicia-se um processo duplo: a tentativa de resgate dos sobreviventes e o processo de investigação do acidente.

GLOBODIVULGAÇÃO

GloboDivulgação

Selton Mello vive o engenheiro Saulo

 

É sob os escombros que se passa a maior parte do seriado. Nove pessoas, entre eles Saulo (Selton Mello) e Marion (Carolina Dieckmann) – engenheiro-chefe e herdeira da empreiteira Baretti Engenharia, respectivamente – estão soterradas

Se a Globo acerta ao criar uma teledramaturgia mais dinâmica, com 10 episódios de tiro curto, outra vez a emissora insiste na antiga fórmula do amor. Saulo e Marion possuem tiveram um romance no passado e, agora, lutam juntos para sobreviver.

“A personagem da Caroline está soterrada ao lado do homem que ama, mas de quem ela teve que se afastar… Marion também deixou coisas muito importantes lá fora. Vamos descobrir com o tempo. Questões que nem Saulo desconfia”, antecipa o diretor artístico, Luciano Moura.

O seriado, parceria da Globo com a O2 Filmes, conta com elenco estrelado. Entre os nomes globais, está a brasiliense Camila Márdila (“Que Horas Ela Volta?”). “Treze Dias Longe do Sol” foi lançada, com exclusividade para assinantes do GloboPlay, em 2 de novembro.

Fonte: Metrópoles

Comentários

MAIS NO TH