Cooperativas

4 de janeiro de 2019 16:02

Cooprel é exemplo para cooperativas do interior do Estado

Unidade do Benedito Bentes se destaca na estruturação do trabalho e compartilha experiência com outros catadores

↑ Cooprel (Foto: Divulgação)

Com uma rede de coleta de resíduos que vai de casas do Benedito Bentes a alguns condomínios na Ponta Verde, a Cooperativa de Recicladores de Alagoas (Cooprel) – Unidade Benedito Bentes tem registrado boa evolução em seu trabalho na coleta seletiva, a ponto de ser apontada como exemplo a associações de catadores do interior do Estado que ainda estão em fase de organização.

Desde 2015, a Cooprel faz parte do Projeto Ser+, da Braskem, que busca completar todo o ciclo do plástico ao reinseri-lo na cadeia produtiva após o consumo. A cooperativa já conseguiu desenvolver-se enquanto um pequeno negócio da reciclagem através do acesso a capacitações, consultorias, à doação de equipamentos e de obras para infraestrutura do galpão, que funciona hoje como uma organizada unidade de triagem.

Foi essa estrutura e esse processo de trabalho que quatro associações de catadores de Arapiraca, Palmeira dos Índios e Quebrangulo vieram conhecer durante uma visita de benchmarking no mês de dezembro. O encontro serviu para intercâmbio de conhecimento e motivação para os grupos do Interior, que estão em fase de organização e puderam observar onde o trabalho bem feito e articulado pode levá-los.

“Fiquei muito feliz e me sinto muito bem em ver o nosso trabalho reconhecido e apontado como referência aqui no Estado. Por outro lado, fico triste em ver a realidade dos catadores em outras cidades, daí acho importante que todo mundo participe e se ajude. A gente só chegou onde está hoje pela ajuda que recebemos dos parceiros nos últimos anos”, afirmou Patrícia Ramos, presidente da Cooprel.

Além do apoio do Ser+, a atuação conta também com a parceria de condomínios e empresas que se aproximaram para repassar seu material reciclável, incluindo aí algumas fábricas no Distrito Industrial. A assinatura do contrato para coleta seletiva com a Prefeitura de Maceió também ajudou a cooperativa a crescer em tamanho e rendimentos.

“Hoje somos uma grande família com 27 cooperados e praticamente triplicamos a nossa renda mensal. Nosso foco é o Benedito Bentes, mas atendemos no Farol, na Ponta Verde e no Tabuleiro. Onde o povo chamar a gente vai!”, revelou Patrícia, informando que o número de contato da Cooprel é 98883-9930.

Testemunha dessa evolução, a Braskem reconhece a dedicação e a persistência dos cooperados para o avanço da Cooprel. “Ao longo dos últimos anos, pudemos ver o engajamento da Patrícia e de seus colegas no Ser+, vencendo resistências e aproveitando oportunidades para articular melhor seu trabalho e assim obter mais rendimentos. É muito importante que esse exemplo possa ser visto por outros grupos de catadores e sirva como incentivo ao crescimento da reciclagem em Alagoas”, declarou Régia Melo, analista de Relações Institucionais da Braskem.

E por falar em futuro, a presidente da Cooprel tem um sonho ousado: que o grupo evolua e se torne uma pequena indústria de reciclagem. “Não só coletar nas casas e separar, mas triturar e fazer a venda direta para a indústria do plástico. Tenho fé que iremos conseguir isso um dia. Por enquanto, para 2019, queremos mais coletas, mais parcerias com grandes geradores de resíduos, mais gente aderindo à coleta seletiva”, realçou Patrícia Ramos.

Sobre o Ser+ Realizador

O Projeto Ser+ é uma ação da Braskem que acontece nos estados de Alagoas, Bahia, São Paulo e Rio Grande do Sul, e busca aumentar o percentual de reciclagem de resíduos sólidos pós-consumo ao promover a inclusão socioeconômica de catadores. Em Alagoas, desde 2015, atende quatro cooperativas de Maceió e, em 2018, passou a trabalhar com uma cooperativa de Marechal Deodoro, sempre em parceria com as prefeituras municipais. No Projeto, a Braskem atua na doação de equipamentos, investimento na infraestrutura das unidades de triagem, consultoria em gestão e processos para os catadores, e estímulo à atuação em rede, com forte base no incentivo à coleta seletiva.

Sobre a Braskem

Com uma visão de futuro global, orientada para o ser humano, os 8 mil Integrantes da Braskem se empenham todos os dias para melhorar a vida das pessoas, criando as soluções sustentáveis da química e do plástico. É a maior produtora de resinas das Américas, com produção anual de 20 milhões de toneladas, incluindo produtos químicos e petroquímicos básicos, e receita líquida de R$ 50 bilhões em 2017. Exporta para Clientes em aproximadamente 100 países e opera 41 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA, Alemanha e México, esta última em parceria com a mexicana Idesa.

Fonte: Assessoria / Algo Mais

Comentários

MAIS NO TH