Cidades

23 de fevereiro de 2021 11:07

Protesto de carroceiros deixa os dois sentidos da Ladeira Geraldo Melo bloqueados

Eles atearam fogo em pneus e pedaços de madeira contra ação de demolição de seus barracos feitos pela Prefeitura de Maceió

↑ Foto: Rede sociais

Carroceiros do Vale do Reginaldo bloquearam os dois sentidos da ladeira Geraldo Melo, que liga os bairros da parte baixa de Maceió com o Farol. A manifestação é em protesto contra uma ação de demolição feita pela Prefeitura de Maceió nas barracas que abrigavam os animais.  A via foi fechada às 10h20 desta terça-feira (23).

No ato,  os manifestantes atearam fogo em pneus, pedaços de madeira e entulhos. A Polícia Militar foi acionada ao local para tentar a liberar a via. A ação de demolição foi feita pela Secretaria de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), e faz parte de um projeto de revitalização da prefeitura para a região.

A via começou a ser liberada no sentido Centro por volta de meio dia após negociação do Gerenciamento de Crises da Polícia Militar (PM), com representantes dos manifestantes.

De acordo com o secretário Thiago Prado, em entrevista a uma emissora de TV local, esse é um projeto antigo e os carroceiros já haviam sido notificados pela prefeitura.

Por meio de nota, a Prefeitura explica que retomou as obras de reurbanização do Vale do Reginaldo e que nesta etapa foram retiradas as construções irregulares. No entanto, a nota não explica se será construído outro local para que os carroceiros possam deixar os animais.

Veja nota na íntegra

A Prefeitura iniciou o projeto de reurbanização do Vale do Reginaldo. O inicio das obras é um sonho de anos, e conta com o apoio da comunidade, pois os moradores sabem que a obra vai garantir um novo tempo para os que lá vivem. A obra contará com quase 2 km de avenida, com ciclovias e iluminação pública, urbanização, com canteiros e árvores. Nesta etapa, foram retiradas construções irregulares; no local será implantado um eixo viário. As poucas casas que ainda estavam no local receberam um novo prazo de desocupação e a Secretaria de Assistência Social irá viabilizar um aluguel social.

Fonte: Da redação

Comentários

MAIS NO TH