Cidades

19 de outubro de 2020 13:11

Ministério Público Comunitário abre inscrições para curso de capacitação

↑ (Imagem: Ascom MPE)

Formar multiplicadores, acolher a comunidade identificando suas carências e tentando solucionar os problemas que mais a afligem e, por fim, fazer as famílias tomarem conhecimento dos seus direitos. Essa é a visão do Ministério Público (MP) Comunitário que, no período de 3 a 17 de novembro deste ano, promoverá o “VIII Curso de Formação em Mediação Comunitária de Conflitos”, garantindo ao final certificação de 44 horas/aula. O objetivo é formar multiplicadores da cultura de paz por meio dos princípios e práticas da mediação comunitária de conflitos, priorizando lideranças comunitárias, profissionais e estudantes. Em razão da pandemia, o curso ocorrerá no formato on-line.

Durante o curso os participantes terão conteúdos divididos em dez módulos que tratarão, dentre outras coisas, sobre direitos humanos, contexto histórico de formação do Bairro Vergel do Lago, diversidade, importância do ouvir na mediação, além de relacionamento e comunicação com as pessoas. Também serão feitas apresentações sobre o programa, as linhas de trabalho e atuação, visões internas e externas sobre a comunidade.

Modalidade on-line

As inscrições para o “VIII Curso de Formação em Mediação Comunitária de Conflitos” foram aberta nesta segunda-feira (19) e, em virtude da pandemia da Covid-19, este ano, a capacitação ocorrerá na modalidade à distância e será operacionalizado na plataforma Doity no link:<https://doity.com.br/curso-de-formacao-em-mediacao-comunitaria-de-conflitos>.

“A mediação é uma importante ferramenta extrajudicial que objetiva o empoderamento das partes para a construção de soluções consensuais baseadas em sua própria realidade, em uma perspectiva dialógica, horizontal e participativa”, afirmou o coordenador do MP Comunitário, promotor de Justiça Cláudio Malta.

Profissionais especializados como a assistente social Jediane Freitas da Silva e a psicóloga Luciana Dantas Tenório, ambas do Ministério Público Comunitário, estarão entre os mediadores, que também terão representantes de outras instituições. A formação é promovida pelo MP Comunitário em parceria com o Cesmac, a Polícia Militar e o Espaço Família.

O MP Comunitário

O programa MP Comunitário foi instituído em 2011, com o objetivo de criar e fortalecer instrumentos alternativos para a solução de conflitos, a promoção social e da dignidade humana, com vistas à redução da violência, a criação de uma cultura de paz, reconhecendo e aproveitando os talentos e recursos comunitários.

Fonte: Ascom MPE

Comentários

MAIS NO TH