Cidades

8 de julho de 2020 09:41

Concluída demolição no Jardim Acácia

A partir de hoje (8) começam os trabalhos de limpeza que devem se estender até a próxima semana

↑ Demolição dos prédios do Jardim Acácia, no Pinheiro (Foto: Pei Fon/ Secom Maceió)

As demolições de quatro blocos do Residencial Jardim Acácia foram concluídas ontem. Os trabalhos foram iniciados na segunda-feira (6) e tinham prazo de conclusão de oito dias. No entanto, a Defesa Civil de Maceió explicou que as condições foram favoráveis ao adiantamento.

A partir de hoje (8) começam os trabalhos de limpeza que devem se estender até a próxima semana. “Pelo cronograma, a empresa realiza do dia 8 de julho a 1 de agosto o processo de remoção do material da demolição.

Entre os dias 2 e 29 de agosto os trabalhos serão encerrados com a limpeza da área e retirada do isolamento”, explicou a Defesa Civil. Os blocos 10, 14, 16 e 17 estavam com as estruturas em colapso e já tinham sido isolados pela Defesa Civil de Maceió.

O problema foi causado pelo afundamento de solo, apontado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) como decorrente da extração de salgema na região e em mais três bairros de Maceió pela Braskem. Ao todo são oito blocos do Jardim Acácia que precisaram ser demolidos.

Em março deste ano, outros quatro blocos 7, 8, 9 e 15 foram demolidos. O residencial tinha 23 unidades, agora restam 15. Conforme adiantou a reportagem na edição de ontem (7) moradores afirmam que não haviam mais ocupação nos imóveis, no entanto, apesar de os trâmites terem sido iniciados em janeiro a maioria não recebeu as indenizações.

O proprietário de um dos imóveis demolidos no Jardim Acácia, Marcio da Rocha disse à Tribuna que as negociações seguem para os blocos que foram demolidos em março. Já para os que foram demolidos entre segunda e terça ainda serão iniciadas. Procurada, a Braskem explicou que até agora seis indenizações foram efetuadas. E que os ex-moradores dos blocos 10, 14, 16 e 17 já foram procurados e os contatos foram iniciados.

“O atendimento dos moradores do Conjunto Jardim Acácia no Programa de Compensação Financeira está sendo realizado à distância, adotando as recomendações das autoridades sanitárias para a prevenção à Covid-19. Até a terça (7), 101 pessoas, entre inquilinos e proprietários dos 96 apartamentos localizados nos quatro blocos que estão em processo de demolição, já foram contatadas pela equipe de facilitadores e estão no fluxo de compensação financeira. 94 deles já realizaram reuniões de ingresso, 10 com propostas apresentadas e 6 destas aceitas”, informou a petroquímica.

Fonte: Tribuna Independente / Evellyn Pimentel

Comentários

MAIS NO TH