Cidades

1 de junho de 2020 11:54

Prestadores de serviços são autuados na orla de Maceió por agentes da SMTT

Entregadores de água, encanadores, entre outros, já foram multados

↑ Agentes já autuaram centenas de veículos por desrespeitarem Decreto Municipal (Foto: Ascom SMTT)

Denúncias nas redes sociais por parte de moradores da orla de Maceió dão conta de que agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) estão abordando e multando motoristas prestadores de serviços e até mesmo entregadores de água na região da capital. É que o Decreto Municipal de nº 8.877, proíbe o estacionamento de veículos e motos em toda a extensão de ruas e avenidas situadas nas orlas marítima e lagunar da cidade.

Os condôminos afirmam faltar bom senso dos agentes de trânsito, já que os prestadores de serviço estão impedidos de executar qualquer serviço nos edifícios porque não podem parar carro ou moto no trecho.

Entregadores de água, encanadores, entre outros, já foram multados pelos agentes e os moradores cobram uma resposta. “Os prestadores de serviços estão trabalhando e não desrespeitando o decreto. Não param o veículo para caminhar na orla, por exemplo, ou tomar banho no mar”, disse um morador da Avenida Silvio Viana, no bairro Ponta Verde.

NOTA

A SMTT ressalta que as equipes seguem com as fiscalizações para garantir o cumprimento do Decreto Municipal de nº 8.877, que proíbe o estacionamento de veículos e motos em toda a extensão de ruas e avenidas situadas nas orla marítima e lagunar da cidade, inclusive em todas as faixas da Avenida Silvio Carlos Viana, nos bolsões e baias de estacionamentos em escamas.

“O órgão esclarece que só está sendo permitido o estacionamento nas orlas de Maceió dos veículos de estabelecimentos que exercem atividades consideradas essenciais. Quando o condutor é identificado durante a operação, ele é abordado e orientado a retirar o veículo do local. Caso o motorista não seja identificado, o veículo é autuado, de acordo com o art. 195 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que trata sobre desobediência às ordens emanadas da autoridade competente de trânsito ou de seus agentes. Essa é uma infração de natureza grave, gerando multa no valor de R$ 195,23 e a perda de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH)”.

Fonte: Tribuna Hoje / Ana Paula Omena

Comentários

MAIS NO TH