Cidades

23 de janeiro de 2020 10:45

Ações do MPE e da PM contra som alto ficam mais comum no Litoral Norte

↑ Ministério Público Estadual (Foto: Sandro Lima / Arquivo)

Com a chegada da alta temporada, moradores das cidades do Litoral Norte são obrigados a conviver, quase que cotidianamente, com paredões ilegais e abuso devido ao som alto de muitos carros.  Então vem se tornando comum nessas cidades e o fato tem causado muita confusão e perturbação ao sossego alheio por conta de volume de som alto. Desde dezembro o MPE, que faz operações especificas na região, e a Polícia Militar, tem atuado constantemente em blitz e diante de denúncias contra essa prática abusiva.

A última atuação da PM foi noite dessa quarta-feira, 22, quando policiais do 6º Batalhão apreenderam um veículo com som alto após reclamações de moradores no povoado de Barra Grande, em Maragogi. Na ocasião, militares do Pelopes receberam a informação pelo Centro de Operações Policiais Militares (Copom) que na localidade informada havia um veículo Gol, de cor cinza e placa MVH3883, que estaria com o som alto, perturbando a vizinhança.

No local a guarnição constatou que o indivíduo estava de fato perturbando e o veículo foi apreendido, sendo levado para a sede do 6º BPM, onde foram realizados os procedimentos cabíveis. Vale lembrar que perturbar o sossego alheio é uma infração prevista no artigo 42 do decreto-lei n° 3.688/41, que estabelece prisão de 15 dias a três meses ou multa para quem perturbar o sossego sob qualquer meio, seja através de uma festa noturna, uso de instrumentos musicais ou qualquer forma de barulho.

No último dia 16, por exemplo, moradores de São Miguel dos Milagres, também acionaram equipes da Força Tarefa do CISP Milagres para atender uma ocorrência de perturbação do sossego alheio, quando um carro estacionado na rua principal do povoado do Riacho estava com o som alto depois das 10 horas da noite. Com a chegada da PM, o motorista abandou o local.

Já no dia 7 janeiro policiais do 6º Batalhão também foram acionados para atender uma ocorrência de perturbação do sossego alheio em Japaratinga. Os militares foram informados, via Copom, que moradores da Rua da Jaqueira estavam incomodados por conta do barulho de som alto que partia de uma residência vizinha, depois das 23 horas. Ao chegarem ao local à festa já tinha terminado.

No mês de dezembro, no dia 5, muita confusão por conta de volume de som alto. Na época o problema causou uma briga e apreensão em Maragogi, Foi por volta das 23h que foi registrada uma briga por conta do volume de som alto nas proximidades da praça Padre Cícero, no bairro Carvão. Policiais do 6º Batalhão da Polícia Militar foram acionados para a ocorrência. Quando os militares chegaram ao local constataram que houve uma briga por conta do volume do som. Nesse caso, novamente o carro foi apreendido.

Fonte: Tribuna Hoje / Claudio Bulgarelli

Comentários

MAIS NO TH