Cidades

2 de dezembro de 2019 08:50

Estudantes da rede estadual são premiados por curtas-metragens

Filmes foram produzidos por alunos da Escola Estadual Geraldo Melo; premiação ocorreu nesta sexta-feira (29)

↑ Premiação ocorreu neste fim de semana, em Maceió Fotos: assessoria

As ações do programa Escola 10 continuam gerando resultados positivos nas escolas da rede estadual de ensino, em Alagoas.

Com muito glamour, discursos emocionados e muita comemoração, a noite de sexta-feira (29) foi marcada pela premiação dos curtas-metragens, produzidos por alunos da Escola Estadual de Ensino Integral Geraldo Melo, ação que faz parte do projeto Gerarte.

A solenidade, intitulada Oscars (em alusão à festa máxima do cinema americano), ocorreu nesta sexta-feira (29) na quadra da unidade de ensino, em Maceió.

O evento contou com apoio da 13ª Gerência Regional de Ensino (Gere), direção da escola e da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), que tem à frente o vice-governador e secretário Luciano Barbosa.

Projeto macro da escola, o Gerarte tem como proposta fomentar a prática da leitura e da escrita, envolvendo também outras disciplinas além da língua portuguesa.

O evento, que está em sua oitava edição, já teve diversos temas (mitologia, 200 anos de Alagoas) e, este ano, a temática escolhida foi o cinema. Para isso, cada turma produziu um curta-metragem de um gênero cinematográfico específico.

“O que começou como um projeto de leitura de texto hoje é a ação mais esperada por nossos alunos, tendo conquistado a comunidade do Graciliano Ramos e adjacências. O Gerarte contou com diversas atividades no decorrer do ano: além dos curtas, tivemos pintura de muro de nossa escola, baile e arrecadação de 1,5 toneladas de alimentos que serão entregues a instituições de caridade”, informa a diretora-geral, Irineide Araújo.

O projeto – Ao todo, 17 categorias estiveram em disputa na premiação, que contou com 13 curtas com média de 20 minutos. Os filmes foram produzidos, protagonizados e editados pelos próprios alunos. Cada turma escolheu um gênero cinematográfico e, sob a orientação de docente orientador de turma, produziu seus filmes.

“Eles estiveram à frente de cada etapa da produção e se superaram, dando vazão a sua criatividade e vivenciando o trabalho de equipe. Não poderíamos estar mais orgulhosos do resultado, inclusive recebemos convites para exibi-los em outros espaços”, comemora a diretora-adjunta e coordenadora do Gerarte, Carla Marinho.

Presente à solenidade, a gerente da 13ª Gerência Regional de Educação (Gere), Taciana Gomes elogiou a iniciativa. “O Gerarte foi um primor de organização e os alunos se superaram, mostrando todo o seu potencial e criatividade. Todos estão de parabéns”, diz.

Premiados – O grande vencedor da noite foi o curta “O Último Dia”, um conto de terror produzido por alunos da 1ª série A sobre uma órfã que volta dos mortos para se vingar dos que lhe maltrataram. Além de ser o campeão do Gerarte pela pontuação, a obra conquistou os prêmios de melhor curta, direção, atriz e melhores efeitos especiais.

A diretora do curta, Ana Clara Jatobá, comemorou o resultado, atribuindo-o a um grande trabalho de equipe. “Somos a turma mais jovem da escola e estudamos juntos desde o 6º ano. Foi uma experiência incrível e nos uniu ainda a mais”, declara a garota.

Sua colega Emilly  Vitória Caetano,  ganhou como melhor atriz pelo papel da órfã em busca de vingança. “O Gerarte é uma atividade sensacional, nada se compara a ele”, frisa Emilly. Já Augusto da Silva, da 1ª série B, foi escolhido melhor ator pelo seu trabalho como um policial no curta “Acredite”. “Meu sonho é ser policial, então, no curta, pude viver essa experiência”, revela.

Para Nathalia Vitória Soares, do 1ª serie D, o prêmio de melhor atriz coadjuvante é algo que ela faz questão de dividir com todos de sua turma. “Quase desisti do projeto, mas meus amigos me motivaram muito. Nunca esperava ganhar”, destaca.

O evento gerou até uma divertida “disputa em família” entre os irmãos Bruna Gabrielly e Pedro Gabriel dos Santos, respectivamente da 2ª série A e 1ª série A. Ambos travaram uma disputa acirrada pelos prêmios técnicos da noite. “Estamos sempre interagindo e aprendendo um com o outro. Foi muito empolgante fazer esses filmes”, fala Pedro.

Outra vencedora de prêmios técnicos foi Lara Tavares, da 2ª série C, que levou as estatuetas de melhor trailer e melhor maquiagem. “Para nós, são prêmios muito significativos, toda a turma se esforçou muito”, afirma Lara.

Fonte: Tribuna Hoje / Davi Salsa com assessoria

Comentários

MAIS NO TH