Cidades

17 de outubro de 2019 11:04

GTA emite nota técnica sobre situação do óleo nas praias de Alagoas

A Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social enviará reeducandos para colaborar com o trabalho de retirada do óleo das praia

↑ Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social enviará reeducandos para colaborar com o trabalho de retirada do óleo das praias. Foto: Felipe Brasil.

A reunião do Grupo Técnico de Acompanhamento (GTA), no final da tarde da quarta-feira (16), contou com a inserção da Defesa Civil do Estado e a participação da Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), que passará a enviar reeducandos para colaborar com o trabalho de retirada do óleo das praias. Foram discutidas as ações emergenciais para a noite da quarta-feira (16) e a manhã desta quinta-feira (17).

Na quarta-feira (16), as ações de limpeza em Japaratinga começaram durante o dia e seguiram durante a noite, no período de maré baixa, com a participação de cerca de 400 pessoas, coordenadas pela Defesa Civil do Estado junto com as prefeituras de Japaratinga e Maragogi. A orientação do Ibama para a  limpeza é que seja feita de norte a sul para evitar que a mancha se espalhe. Os Equipamentos de Proteção Individual fornecidos pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) começaram a chegar na quarta-feira (16) e chegarão mais na quinta-feira (17), totalizando cerca de 150 unidades.

Na quinta-feira (17), durante o período da manhã, os técnicos do IMA (Instituto do Meio Ambiente) e da Marinha sobrevoam o Litoral Sul. Já o Litoral Norte será sobrevoado pelo Ibama. O objetivo é dar continuidade ao monitoramento da costa. Para o trabalho serão utilizados também drones, da Marinha e da Semarh. Ainda são esperados 100 fuzileiros navais para reforçar o trabalho, além de um navio e mergulhadores da Marinha que ajudarão na avaliação da situação geral na Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais.

O GTA é formado por representantes dos órgãos estaduais – Instituto do Meio Ambiente (IMA) e Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh); federais – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio); e Marinha – Capitania dos Portos, contando ainda com o apoio das secretarias de Meio Ambiente dos municípios atingidos.

Japaratinga – Segundo informações repassadas pelo coronel Moisés Melo, coordenador da Defesa Civil Estadual, foi montado um posto de comando em uma residência localizada na Praça Padre Cícero. No local estão sendo definidas, conjuntamente com a prefeitura, as estratégias de ação imediata. No momento estão a postos 50 pessoas organizadas pelo órgão municipal de Meio Ambiente para início da ação. O grupo será reforçado por mais 50 reeducandos arregimentados pela Seris, 60 militares da Marinha, e 40 pessoas da Semarh.

Barra São Miguel – Cerca de 20 colaboradores do IMA se juntam com trabalhadores organizados pela prefeitura e comerciantes locais para dar continuidade ao mutirão de limpeza no local.

Jequiá da Praia – no município apenas a praia de Lagoa Azeda foi atingida e a prefeitura segue com ação de retirada das manchas, com a colaboração de trabalhadores locais. Na quinta-feira (17) o trabalho de limpeza continua.

Coruripe – a Petrobrás contratou uma empresa para a retirada do óleo dos beachrocks (espécies de pedras existentes na areia); esta por sua vez contratou moradores da região para executar a atividade.

A secretaria municipal de Meio Ambiente também faz ações de limpeza no mangue do povoado Barreiras de Coruripe.

Fonte: Ascom Ima

Comentários

MAIS NO TH