Cidades

23 de maio de 2019 11:21

Delegacia Interativa registrou mais 7 mil ocorrências no 1º quadrimestre de 2019

Sistema on-line está disponível há 13 anos para a população alagoana

↑ Taliane Valentim aprovou a rapidez do sistema na emissão de boletim de ocorrência (Foto: Ascom/Itec)

“Eu perdi minha carteira de habilitação e precisei utilizar o Sistema de Delegacia Interativa para fazer boletim de ocorrência (BO). Fiz num dia, no outro já tinha a resposta, tudo muito rápido, útil e prático. Para mim, que amo fazer tudo on-line, não precisar ir à delegacia física foi ótimo”.

A fala acima é da técnica administrativa Taliane Valentim e reflete o pensamento de milhares de alagoanos que há 13 anos contam com o Sistema de Delegacia Interativa, desenvolvido pelo Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec) para a Polícia Civil, que vem passando por inúmeras atualizações e que traz novidades para os cidadãos.

O Sistema foi criado em 2006, numa parceria entre o Itec, a Polícia Civil e a Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Este comportava apenas a funcionalidade de extravio e furto de documento simples. Segundo dados do Itec, a ferramenta já realizou 7.858 boletins, somente de janeiro a abril de 2019, quase 2000 a mais do que no ano passado, no mesmo período, com 6152 boletins.

Recentemente houve novo upgrade, a incorporação de mais dez tipologias de crimes: todos os roubos a transeunte (não apenas celular), dano, injúria, difamação, roubo a residências, calúnia, acidente de trânsito (sem vítima), violação de domicílio, maus-tratos contra animais e o encontro de pessoas desaparecidas.

“Nosso objetivo desde o inicio sempre foi o de aproximar mais a Policia Civil da população e o Sistema possibilita isso. Temos dez novas tipificações de crimes inseridas e esperamos que o cidadão precise cada vez menos ir até uma delegacia física, apenas em casos extremamente necessários. Tudo que fazemos via Delegacia Interativa tem o mesmo valor do que é feito nas delegacias convencionais” explicou Robson Costa, Gerente da Delegacia Interativa.

“Apenas pedimos que o cidadão coloque dados válidos para que possamos entrar em contato, caso necessário. Após registro do cidadão na ferramenta, identificamos rapidamente o tipo de ocorrência e após verificação de dados no sistema e junto à vítima, direcionamos para as delegacias, que irão realizar a investigação. Facilita muito o nosso trabalho” finalizou o agente.

Já o operador de call center Deywison Alves conta duas experiências distintas: antes e depois do  Sistema de Delegacia Interativa. “Há uns anos fui assaltado em outro município e perdi meus documentos. Não consegui fazer o BO no local, tive que vir para Maceió e ir até uma delegacia física. Esperei muito, pois no dia haviam muitas ocorrências ao mesmo tempo e fiquei constrangido. Outras duas vezes que precisei fazer boletim de ocorrência, já existia o Delegacia Interativa e foi tudo mais rápido e eficiente, fiquei muito satisfeito com o sistema, pois economiza em tudo, desde o tempo da gente até o gasto com deslocamento até uma delegacia” relata Deywison.

As novas funcionalidades do Sistema estão à disposição dos cidadãos desde o dia 3 de maio. Em dezembro do ano passado, já havia sido incorporado á ferramenta o módulo específico para roubo de celulares. A Polícia Civil e o Itec estudam agora o projeto de uma funcionalidade específica para roubo de bicicletas.

Fonte: Agência Alagoas

Comentários

MAIS NO TH