Cidades

16 de Março de 2018 17:32

Onda de assaltos assusta estudantes e professores da Ufal

De janeiro até agora foram sete assaltos e uma tentativa nos últimos 30 dias dentro do campus

↑ Reitoria (Foto: Assessoria da Universidade Federal de Alagoas)

Um assalto na noite desta quinta-feira (15), contra uma professora que estava em sala de aula dentro do campus na Universidade Federal de Alagoas (Ufal), assustou estudantes e dicentes. Eles cobram um mínimo de segurança no campus, e sobretudo, melhoria na iluminação, além de rondas da Polícia Militar (PM) no entorno.

A professora que não teve a identidade revelada teve o aparelho celular roubado, na fuga o ladrão abordou um estudante e levou sua bicicleta. Informações dão conta de que o bandido teria atirado para o alto.

De janeiro até agora foram sete assaltos e uma tentativa nos últimos 30 dias. A Reitoria da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) informou que firmou parceria com a Prefeitura de Maceió para melhorar a iluminação, a capinação e a poda de árvores no entorno dos blocos.

Também pedirá ainda ao Comando de Policiamento da Capital (CPC) um suporte para conter os atos criminosos no Campos A.C. Simões.

Uma reunião aconteceu nesta manhã, e o vice-reitor da Ufal, José Vieira, atribuiu a escalada da violência à diminuição do repasse de verbas pelo Ministério da Educação (MEC).

José Vieira enfatizou que há cerca de três anos, a universidade recebia R$ 70 milhões, mas, neste ano, foi apenas de R$ 6 milhões, o que resultou na redução do quadro funcional, inclusive da segurança.

 

Fonte: Tribuna Hoje / Com agências

Comentários

MAIS NO TH