Cidades

16 de março de 2018 08:37

Cidade de Maria será palco da Paixão de Cristo

Espetáculo acontece no dia 26 e deve atrair milhares de visitantes para complexo teatral, que tem capacidade para 20 mil pessoas

↑ Espetáculo é gratuito, mas público pode levar 2 kg de alimentos para ajudar comunidades atendidas pela instituição (Foto: Divulgação)

A Cidade de Maria, em Craíbas, no Agreste alagoano deve atrair milhares de pessoas no próximo dia (26), por causa do espetáculo Paixão de Cristo que acontece há sete anos. A peça teatral será apresentada no maior teatro ao ar livre do mundo, localizado na cidade cenográfica com capacidade para 20 mil pessoas, no povoado Folha Miúda, a 15 quilômetros de Arapiraca, em uma única apresentação.

O espetáculo é gratuito, mas segundo a organização do evento, quem quiser pode levar 2 kg de alimentos não perecíveis, que serão doados para comunidades acolhedoras de dependentes químicos. O espetáculo está previsto para começar às 19h.

Segundo o fundador da Cidade de Maria, deputado Givaldo Carimbão, a escolha do dia foi um consenso entre as arquidioceses de Palmeira dos Índios e Penedo. “A segunda-feira foi escolhida para não prejudicar a liturgia da igreja, pois o evento leva entre 20 a 30 mil pessoas e até mais. E isso estava esvaziando as santas missas. Poderia ser na quarta-feira, mas a segunda dá para os nossos padres também prestigiarem o evento, na quarta-feira tem liturgia”, explica.

CIDADE

O espaço é formado por 12 palcos elevados, pontuadas com cenários naturais, casebres, templos, todos ornamentados com pedras, que dão um realismo ao ambiente. Os figurinos são réplicas caprichadas, em toda a cenografia é possível perceber casas e edificações que simbolizam os lugarejos da época, além de uma iluminação com tecnologia de ponta que são capazes de levar o espectador para a cena.

O elenco é formado por artistas alagoanos. São aproximadamente 200 atores e figurantes em cena e mais de 80 pessoas envolvidas na equipe técnica e produção. O espetáculo terá duração em média de 2h. De acordo com o deputado federal Givaldo Carimbão, quem atrai o público não são artistas renomados. “O evento não tem objetivo financeiro e não existe ninguém maior que Jesus Cristo para atrair multidões”, comenta.

A Cidade de Maria possui 300 mil metros quadrados, com acesso facilitado para portadores de necessidades especiais. Tem um estacionamento com capacidade para receber cerca de dois mil ônibus, cinco mil carros e 10 mil motos, segundo conta os administradores da cidade.

HISTÓRICO

A Cidade de Maria foi construída em 2006 pelo deputado federal Givaldo Carimbão, com o objetivo de ser um espaço utilizado para a recuperação de dependentes químicos. Mas com o tempo passou a ser local de peregrinação e do turismo religioso com a vinda de caravanas.

Palmeira dos Índios também terá espetáculo

Outra cidade que também contará com a encenação da Paixão de Cristo, é o município de Palmeira dos Índios. Na cidade, a apresentação acontecerá de 29 a 31 de março, a partir das 21h, no alto da Serra do Goiti, aos pés do Cristo Redentor.

Para este ano, a prefeitura municipal fez novos investimentos, e a previsão é que pelo menos 25 mil pessoas assista ao espetáculo da Paixão de Cristo na cidade. O evento é gratuito e de censura livre.

O espetáculo está na 16ª edição, e é realizado pela companhia de Teatro Mestres da Graça. A última edição com a Companhia foi em 2010. Ano passado, a peça teatral voltou a ser encenada com o apoio da nova Gestão Municipal.

No município a encenação da Paixão de Cristo, terá como espetáculo, “Jesus: Rei dos Judeus, a Nossa Paixão”. O elenco é composto por aproximadamente 100 pessoas, entre produção, atores e figurantes.

Na última apresentação em 2017, o espetáculo retomou com a Companhia e o resultado foi uma média de público de 15 mil pessoas, durante apenas dois dias de espetáculo.

De acordo com os organizadores do evento mesmo a chuva tendo prejudicado o cenário e consequentemente a apresentação.

 

Fonte: Tribuna Independente / Lucas França

Comentários

MAIS NO TH