Cidades

10 de fevereiro de 2017 19:30

Ministério Público de Alagoas apoiará combate ao furto de energia elétrica

No ano de 2016, a Eletrobras perdeu R$ 160 milhões com o furto de energia elétrica

O Ministério Público de Alagoas (MPE/AL) firmou parceria com a Eletrobras Distribuição Alagoas nas ações de combate ao furto de energia. O compromisso foi firmado em reunião realizada na tarde desta sexta-feira (10), na sede do Ministério Público de Alagoas (MPE) entre o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça, o presidente da Eletrobras Distribuição Alagoas, Vladimir de Abreu e o gerente de Fiscalização, Givanildo Duarte.

O presidente da Eletrobras mostrou os prejuízos que a sociedade e a Eletrobras têm registrado com o furto de energia elétrica em Alagoas. Segundo Vladimir, o percentual de perdas atualmente é de 26,5% e “para reduzir esse índice, a Empresa intensificará as ações durante o ano de 2017”. Ele explicou que a Eletrobras atuará em várias frentes, entre elas a ampliação no número de equipes que atuam nas inspeções e fiscalização nas unidades consumidoras em todo Estado. Por meio desta parceria, o MPE irá assinar a campanha publicitária desenvolvida pela Eletrobras para anunciar o trabalho de visita às unidades consumidoras e de acordo com o procurador-geral de Justiça, “o papel do Ministério Público é combater a impunidade e nesse sentido, o órgão não faltará”. Em 2012, o MPE também foi parceiro da Eletrobras em trabalho semelhante ao que será desenvolvido este ano.

PREJUÍZOS

No ano de 2016, a Eletrobras perdeu R$ 160 milhões com o furto de energia elétrica. Desse montante, o governo do Estado deixa de arrecadar aproximadamente R$ 55 milhões referente ao Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS). Além disso, a tarifa de energia elétrica onera e qualidade do fornecimento de energia é impactada pelas ligações irregulares.

Comentários

MAIS NO TH