Cidades

24 de novembro de 2016 14:12

Júri condena homem por assassinato cometido após discussão em Anadia

Julgamento integra Mês do Júri, promovido pelo CNJ em todo o país para julgar réus por crimes dolosos contra a vida

O Tribunal do Júri de Anadia condenou Antônio Domingos da Silva a 15 anos de reclusão em regime inicialmente fechado pela morte de José Fábio dos Santos, em um bar no dia 28 de julho de 2013. O julgamento aconteceu na manhã da última quarta-feira (23) e foi conduzido pela juíza Eliana Augusta de Menezes Acioly.

De acordo com a denúncia, Antônio Domingos e José Fábio estavam bebendo em um bar, quando a vítima perguntou ao réu se ele não tinha medo de atropelar alguém conduzindo uma moto mesmo estando embriagado. Após a discussão, o acusado voltou a sua casa, deixou a moto e voltou ao bar com uma faca-peixeira, desferindo vários golpes contra a vítima.

Penedo

Já na Comarca de Penedo, Edcarlos Alves Reis foi condenado a 17 anos e 6 meses de reclusão, em regime inicialmente fechado, pelo homicídio de Bruna Santos Correia e tentativa contra Luan de Oliveira Santos, no dia 5 de junho de 2011.

O acusado tinha desavenças com uma pessoa que encontrou em uma festa, segundo a denúncia do Ministério Público. Então, ele efetuou um disparo de arma de fogo contra esta pessoa, mas foi atingida Bruna, que veio a falecer, e Luan, que sobreviveu. O julgamento foi presidido pelo juiz Antônio Rafael Wanderley Casado da Silva.

Mês do Nacional Júri

O julgamento integra a pauta do Mês Nacional do Júri, iniciado no último dia 3 de novembro pela Justiça estadual. A ação, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em todo o país, visa julgar réus por crimes dolosos contra a vida.

Em Alagoas, a força-tarefa conta com a participação do Tribunal de Justiça, Corregedoria Geral da Justiça, Ministério Público, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil, Secretaria de Ressocialização do Estado (Seris) e Polícia Militar. Cerca de 100 processos foram pautados.

Fonte: Dicom / TJ-AL

Comentários

MAIS NO TH