Cidades

17 de outubro de 2016 12:38

MPF/AL atua para garantir tratamento contra câncer pelo SUS

Nesta terça-feira (18), às 9h, acontece mais uma audiência pública para debater avanços e dificuldades para o tratamento de câncer pelo SUS em Alagoas

↑ Assessoria

Acontece amanhã, na sede do Ministério Público Federal em Alagoas (MPF/AL), audiência pública com o tema “Quem tem câncer, tem pressa”. Instituições públicas, órgãos de fiscalização e sociedade civil são convidadas a debater os avanços e dificuldades para garantir o acesso universal e igualitário às ações e serviços de prevenção e tratamento de pacientes oncológicos no estado de Alagoas, através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com o tema “Quem tem câncer, tem pressa”, a audiência pública convocada pela procuradora da República Roberta Barbosa Bomfim contará com a participação de representantes das Secretarias de Saúde do Estado de Alagoas e do Município de Maceió; do Ministério Público do Estado de Alagoas; dos CACON´s – Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes e Santa Casa de Misericórdia; da UNACON – Hospital do Açúcar; da Defensoria Pública da União; do Departamento Nacional de Auditoria do SUS – DENASUS; da Rede Feminina de Combate ao Câncer e de outras entidades da sociedade civil envolvidas com a temática.

A reunião faz parte do Inquérito Civil nº 1.11.000.000568/2013-14, que tramita na Procuradoria da República em Alagoas (PR/AL), visando garantir o diagnóstico e o tratamento eficazes no caso de neoplasia maligna. Duas audiências públicas sobre o assunto aconteceram nos anos de 2014 e 2015, desde então reuniões bimestrais têm ocorrido para acompanhamento das medidas adotadas pelos órgãos públicos envolvidos.

Neste mês de outubro, quando as atenções se voltam à campanha Outubro Rosa, a audiência será para verificar avanços e dificuldades em garantir o acesso universal e igualitário às ações e serviços de prevenção e tratamento de pacientes portadores de câncer no estado de Alagoas.

A procuradora da República Roberta Bomfim destacou a importância da participação dos cidadãos para que o Ministério Público possa garantir o atendimento do interesse público e a defesa dos direitos do paciente oncológico. O objetivo maior desta audiência pública é buscar mecanismos para o acesso universal e igualitário às ações e serviços de prevenção e tratamento de pacientes portadores de câncer.

A audiência pública será realizada amanhã, dia 18/10, a partir das 9h, no auditório do MPF/AL, localizado no andar térreo do prédio situado na Av. Juca Sampaio, no 1.800, Barro Duro.

Fonte: Ascom MPF/AL

Comentários

MAIS NO TH