Polícia

9 de fevereiro de 2018 18:54

Ações do Ronda no Bairro ajudam a combater violência no Jacintinho

Operações integradas, denúncias da população e diagnóstico sociocultural contribuíram para os bons resultados

palmeira 20180209 1279548619 - Ações do Ronda no Bairro ajudam a combater violência no Jacintinho
↑ Patrulhamento de proximidade ajuda a conter violência no Jacintinho (Foto: Reprodução)

O modelo de patrulhamento de proximidade adotado pelo Ronda no Bairro favorece o alcance de bons resultados não apenas na área da segurança pública, mas, também, no âmbito social. Os números registrados pelo programa na área comercial do Jacintinho ajudam a corroborar o antigo ditado popular de que prevenir é melhor que remediar.

E foi com base no êxito das experiências de outros países e de alguns estados brasileiros, que o governador Renan Filho decidiu apostar no policiamento que aproxima os cidadãos dos agentes de segurança pública. Nos últimos três anos, a redução nos índices de violência em Alagoas demonstra que os investimentos em segurança pública são importantes, e o Ronda no Bairro já está contribuindo para a manutenção desse cenário positivo, tendo em vista que não houve registros de ocorrências graves nos horários e no perímetro de cobertura do programa.

A população percebeu as vantagens desse tipo de serviço e passou a denunciar casos e situações que poderiam levar a registros de ocorrências violentas. As pessoas começaram a confiar no trabalho que está sendo desenvolvido estão cooperando com o fornecimento de informações, seja através do Disque Denúncia 181 ou diretamente aos patrulheiros de proximidade, criando assim, uma rede de colaboradores.

O Ronda no Bairro está sob a alçada das Secretarias de Estado Segurança Pública (SSP), de Prevenção à Violência (Seprev), da Assistência Social (Seades) e da Ressocialização e Inclusão Social (Seris). Além disso, firmou parcerias com as Secretarias de Estado do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj) e da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh), o Instituto do Meio Ambiente (IMA) e com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semds).

Confira os números apresentados pelo programa desde que foi lançado, há pouco mais de um mês:

Área Operacional

Operações integradas

– Dez operações em conjunto com BPTran, BPE e Lei Seca.

Apreensões:

– Um revólver calibre 38 com 6 munições, sendo 4 intactas e 2 pinadas;

– Uma balança digital de precisão;

– Crack (200 gramas) e cinco papelotes de cocaína apreendidos;

– R$ 190 e um dólar;

– Três motocicletas e uma Van, apreendidas por irregularidades no licenciamento.

Prisões e conduções

– Uma prisão em flagrante por desrespeito à Lei Maria da Penha;

– Uma prisão por embriaguez ao volante;

– Uma prisão por roubo;

– Uma prisão por furto;

– Uma condução por lesão corporal.

Registro e apoio a ocorrências

– Um TCO por porte de drogas;

– Um TCO por resistência à prisão;

– Seis infrações de trânsito registradas;

– Apoio a quatro ocorrências por colisão de veículos;

Área Social

Casos referenciados e encaminhados para a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS)

– Dois casos referenciados de situação de rua;

– Um encaminhamento de dependente químico para a Rede Acolhe;

– Um caso de suicídio evitado;

– Um encaminhamento de caso no âmbito da Lei Maria da Penha.

Visitas para compor diagnóstico social

– 300 estabelecimentos comerciais;

– Nove instituições religiosas;

– Cinco escolas públicas (municipais e estaduais).

Atividades desenvolvidas em espaços de convivência mútua

– Duas edições da Roda de Diálogo: 80 crianças e jovens envolvidos;

– Aulas de zumba: cerca de 2.400 pessoas beneficiadas;

– Aula de Capoeira: 60 pessoas beneficiadas;

– Ensaios de coco de roda: cerca 200 pessoas alcançadas;

– Hip hop: 75 pessoas envolvidas;

– Cineminha na praça: 120 crianças beneficiadas;

– Brincadeiras tradicionais: 160 crianças beneficiadas;

– Ginástica laboral: 60 pessoas beneficiadas;

– Afoxé: 40 pessoas envolvidas;

– Patrulheiros mirins: 80 crianças beneficiadas;

– Iluminação restaurada, reparos em andamento em equipamentos físicos e limpeza do Mirante do Jacintinho;

– Rearborização do Mirante do Jacintinho: 70 crianças envolvidas;

– Três apresentações musicais.

Oficinas educativas

– Sabão ecológico: 20 pessoas;

– Macramê: 30 pessoas;

– Tererê: 50 pessoas;

– Malabares: 50 pessoas;

– Judô: 50 pessoas.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH