Interior

4 de dezembro de 2017 18:59

Sindicatos farão manifestação contra atrasos nas obras do Canal do Sertão

Manifestação com participação de vários sindicatos será realizada em apoio aos trabalhadores que podem ficar desempregados

↑ Trabalhadores das obras do Canal do Sertão protestam contra atrasos (Foto: Reprodução)

A Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado de Alagoas emitiu uma nota nesta segunda-feira (4) repudiando os atrasos das obras do Canal do Sertão.  Segundo a Central, no dia 7 de dezembro, próxima quinta-feira, uma manifestação com a participação de vários sindicatos será realizada em apoio aos trabalhadores que podem ficar desempregados caso as obras sejam paralisadas.

“O desemprego continua batendo à porta de grande parte da população. Viemos a público externar nosso verdadeiro apoio na continuidade das obras”, afirmou a Nova Central Sindical na nota.

A nota ainda comenta que as obras do Canal do Sertão encontram-se, no momento, no município alagoano de Senador Rui Palmeira, e agrega os municípios circunvizinhos de São José da Tapera, Carneiros e Olho D’Água das Flores. “Solicitamos o apoio irrestrito dos prefeitos desses municípios e das demais lideranças locais, pois, além da importância dessa obra, também temos a questão da geração de empregos, que sem dúvida movimenta o comércio local desses municípios”, diz a nota.

De acordo com a Nova Central Sindical, já foram demitidos mais de 120 trabalhadores das obras do Canal do Sertão. “Juntos, vamos formar essa corrente em defesa da continuidade das obras e dos empregos. As informações passadas são que, caso a verba concernente às medições do serviço executado referente aos meses de julho a novembro deste ano não for repassada até 5 de dezembro, haverá demissão em massa, ou seja, a obra será totalmente paralisada”, afirma a nota.

Com a paralisação total da obra, segundo a nota, mais de 300 trabalhadores estarão desempregados. “Vamos cobrar dos governantes a agilidade no repasse dessa verba, afinal de contas tanto a execução da obra quanto os empregos estão precisando do apoio de todos nós”, afirma a Nova Central Sindical.

Canal do Sertão 

Ao todo, o Canal do Sertão irá percorrer 250 quilômetros do território de Alagoas, abrangendo 42 municípios do Sertão ao Agreste. Quando for concluído, a gestão do Canal ficará a cargo das Secretarias de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri).

Ao Canal também estarão integradas outras obras estruturantes, como a Adutora do Alto Sertão – inaugurada em junho do ano passado -, que beneficia cerca de 130 mil pessoas, por meio da distribuição de água tratada para as cidades de Água Branca, Canapi, Delmiro Gouveia, Inhapi, Mata Grande, Olho d?Água do Casado, Pariconha e Piranhas.

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Rívison Batista