Economia

26 de dezembro de 2017 12:21

Eletrobras autua 600 unidades durante operação de combate ao furto de energia

Técnicos da distribuidora percorreram residências e estabelecimentos comerciais a fim de verificar se as medições estavam de acordo com a legislação

↑ Assessoria

Com cerca de 43 equipes, a Eletrobras Distribuição Alagoas realizou mais uma ação de rotina de combate às ligações irregulares nos municípios de Japaratinga e São Miguel dos Milagres, no Litoral norte do estado. Durante 02 semanas, foram feitas mais de mil inspeções e autuadas 600 unidades.

Técnicos da distribuidora percorreram residências e estabelecimentos comerciais a fim de verificar se as medições estavam de acordo com a legislação. Em Japaratinga, 460 consumidores foram fiscalizados e 311 fraudes encontradas. Já em São Miguel dos Milagres, 591 consumidores foram inspecionados e foram encontradas 291 irregularidades que estavam causando prejuízos para a comunidade local, como a má qualidade da energia devido à sobrecarga, além de insegurança ao sistema de distribuição.

Na tentativa de coibir os furtos, a Eletrobras tem intensificado as fiscalizações e as regularizações dos consumidores. “O combate ao furto de energia é importante, principalmente para melhorar a qualidade dos serviços oferecidos pela Eletrobras aos consumidores. Nos últimos anos, a Empresa tem intensificado as fiscalizações, reduzindo consideravelmente o índice de Perdas. As próximas operações de fiscalização serão realizadas no litoral Sul de Alagoas”afirma Carlos Mota, líder de combate às perdas do Leste da Eletrobras.

A campanha “Tô Legal” acontece durante o ano inteiro. O trabalho da vistoria é feito de forma contínua pela Empresa e a campanha lançada em abril desse ano, serve para intensificar essa fiscalização.

LEGISLAÇÃO – O furto de energia é crime, de acordo com o artigo 155 do Código Penal, e prevê pena de reclusão de 1 a 4 anos e multa. Os consumidores encontrados praticando ato ilícito foram autuados, serão notificados para responderem processo administrativo e, em seguida, receberão a fatura da energia desviada retroativa.

Assessoria

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH