Cooperativas

27 de Março de 2018 14:50

Rui Palmeira apresenta avanços na coleta seletiva em Maceió

I Simpósio de Coleta Seletiva de Alagoas, que aconteceu no auditório da Unit, em Cruz das Almas

↑ I Simpósio Coleta Seletiva (Foto: Marco Antônio / Secom Maceió)

Passado um ano da contração das cooperativas de reciclagem pela Prefeitura, a coleta seletiva já é realidade para 18 mil residências na capital. A experiência exitosa do município foi apresentada, nesta terça-feira (27), no I Simpósio de Coleta Seletiva de Alagoas, que aconteceu no auditório da Unit, em Cruz das Almas. O evento tem como tema Avanços e Desafios e contou com a participação do prefeito Rui Palmeira.

Na oportunidade, o prefeito ressaltou os ganhos da contratação das cooperativas de reciclagem. “Nós temos um modelo pioneiro, que é a contratação direta de quatro cooperativas. As pessoas têm vindo estudar esse modelo, porque conseguimos dobrar a renda dos catadores e seguimos desenvolvendo ações, com as cooperativas, para gerar emprego e renda”, disse.

I Simpósio Coleta Seletiva Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

I Simpósio Coleta Seletiva (Foto: Marco Antônio / Secom Maceió)

“É um começo importante, estamos nessa labuta há um ano e queremos crescer, estimular ainda mais essas cooperativas. Queremos que novas cooperativas floresçam e ajudem o Município nesse processo”, acrescentou Rui Palmeira.

O I Simpósio de Coleta Seletiva de Alagoas é uma realização da Prefeitura, por meio da Superintendência Municipal de Limpeza Urbana (Slum).

David Maia - Superintendente da SLUM Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

David Maia – Superintendente da Slum (Foto: Marco Antônio / Secom Maceió)

“Este momento é importante não só para Maceió, mas para todo o Estado que vive um momento de fechamento de lixões. Estamos mostrando que é fundamental investir, que gera emprego e renda e que o meio ambiente ganha com isso”, pontuou o gestor da Slum, David Maia.

“Nós estamos promovendo a coleta seletiva. Já temos 18 mil casas cadastradas. A cidade do Recife, que tem três vezes mais habitantes, tem três mil residências cadastradas”, exemplificou o superintende.

Também participaram do Simpósio o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho de Alagoas (MPT/AL), Rafael Gazzaneo e a representante da Braskem, Régia Melo.

O evento segue até às 18h desta terça.

Fonte: Secom Maceió / Texto: Eberth Lins

Comentários

MAIS NO TH