Política

11 de dezembro de 2018 08:59

Cabo Bebeto não será mais preso, diz PM

Eleito deputado estadual, ele foi condenado a prisão domiciliar pelo Comando por indisciplina

↑ Deputado Cabo Bebeto aguarda apenas a decisão nacional sobre a saída de Jair Bolsonaro do PSL (Foto: Sandro Lima)

A Polícia Militar de Alagoas (PM-AL) informou nesta segunda-feira (10) que o deputado estadual eleito, Cabo Bebeto (PSL-AL), não será mais preso. Ele foi condenado a seis dias de prisão domiciliar por ter abandonado, nos dias 6 e 20 de fevereiro de 2015, sem autorização de superiores, o local onde cumpria serviço pela Polícia Militar.

Segundo o Boletim Geral Ostensivo (BGO) 223, de quinta-feira (6), o futuro deputado estadual saiu para almoçar em casa, no primeiro caso; no segundo, ele deixou o PM box da Pajuçara por volta das 6h30 da manhã. Cabo Bebeto deveria ficar no local até às 7h.

Segundo o comunicado da PM-AL, a decisão foi tomada pela Diretoria de Pessoal da Corporação por não haver previsão legal de verba de alimentação para os recolhidos que cumprem prisão administrativa. Com isso, o militar não teria como se alimentar durante o período da prisão. Outra informação repassada pela PM-AL é que a punição disciplinar de seis dias de prisão, de acordo com a Solução de Processo Administrativo Disciplinar, será apenas registrada em sua ficha funcional.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais na última semana, o deputado eleito explicou os motivos de ter abandonado seu posto de trabalho.  “Informei ao supervisor que eu não tinha como me alimentar na rua. Pedi autorização para me alimentar em casa. Então, informei ao 190 também que iria para casa devido às condições financeiras. O supervisor ligou para o comandante, que não atendeu, e o tenente me liberou. Assim eu o fiz, mas recebi uma ligação do tenente dizendo que o comandante ficou sabendo, não gostou, e mandou que eu voltasse. Assim eu o fiz”.

Fonte: Tribuna Independente / Editoria de Política

Comentários

MAIS NO TH