Polícia

11 de outubro de 2018 17:38

Chefes do tráfico são mortos em confronto com a Polícia em Maragogi

Ação foi realizada por conta de cumprimento de mandados da Justiça

↑ (Foto: Assessoria da Polícia Civil de Alagoas - Ilustração)

Os moradores da localidade conhecida como “Risca Faca”, zona periférica de Maragogi, acordaram assustados na manhã desta quinta-feira (11). Agentes da Polícia Militar, de posse de três mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça do município, acabaram entrando em confronto com traficantes que dominavam o bairro, considerado um dos mais perigosos da cidade litorânea. Resultado da operação é que dois traficantes, conhecidos como chefes do tráfico foram mortos no confronto e mais dois suspeitos presos.

A ação no conjunto Deda Paes, o famoso “Risca Faca” ocorreu nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, dia 11. A “Operação Custos” no Risca Faca contou com policiais do 6º Batalhão da Polícia Militar, Batalhão de Operações Especiais (Bope) e da Polícia Civil. Os mortos foram identificados como Maviel Williames Santos Silva, 29 anos “Carro Véio” e outro traficante foi identificado como Natanaelson Carlos de Assis, de 27 anos, o “Grandão”.

De acordo com militares, Carro Véio e Grandão resistiram ao mandado e efetuaram disparos contra os policiais. Os PMs revidaram, acertando os dois suspeitos. Com os traficantes a polícia apreendeu uma pistola 380, um revolver calibre 38, muita maconha e crack.

Eles chegaram a ser socorridos e foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento Santo Antônio, mas morreram na unidade hospitalar da cidade da região Norte de Alagoas. Os policiais não ficaram feridos durante o confronto. Os moradores afirmam que os dois mortos comandavam o tráfico no Deda Paes.

Durante a operação duas pessoas foram presas com drogas. Jorge Henrique Siqueira de Lima, 18 anos “Jorginho” e Edvaldo Miguel Conceição da Silva. Eles foram detidos em flagrante com entorpecentes e foram encaminhados para o 92º Distrito Policial de Maragogi, no Centro da cidade litorânea.

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Claudio Bulgarelli - Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH