Interior

5 de fevereiro de 2019 15:14

Guerra entre facções em Pernambuco deixa policiais de Maragogi em alerta

Duas pessoas foram assassinadas na madrugada desta terça-feira (5)

↑ São José da Coroa Grande fica na divisa entre os estados de Alagoas e Pernambuco (Foto: Divulgação)

A guerra entre facções criminosas no litoral Sul de Pernambuco, que teve início três anos atrás, fez mais duas vítimas. Os crimes dessa vez aconteceram no município de São José da Coroa Grande, na divisa com Maragogi, e deixou policiais do 6º Batalhão em alerta. Duas pessoas foram assassinadas e mais duas foram baleadas com tiros de arma de fogo na madrugada desta terça-feira, dia 5, no distrito Várzea do Una.

De acordo com um site local, as vítimas estavam dentro de uma residência em Várzea do Una quando foram surpreendidas pelos criminosos que já entraram atirando. Na ação um homem e uma mulher morreram logo após os disparos e outros dois homens foram baleados durante a tentativa de fuga. Segundo o site, vizinhos ficaram assustados com o grande número de tiros. As vítimas fatais ainda não foram identificadas, mas a Polícia Civil da cidade suspeita que o crime tenha ocorrido pela disputa do tráfico de drogas que assola as cidades de São José da Coroa Grande e Barreiros, numa guerra declarada entre facções que teve início há três anos.

Os dois feridos foram primeiramente socorridos para o Hospital Municipal, mas devido à gravidade dos ferimentos foram transferidos para o Hospital Dom Helder Câmara, na cidade do Cabo, na região Metropolitana do Recife.

Dezenas de policiais militares da cidade estiveram no local do crime fizeram. Realizaram buscas pela localidade, mas não conseguiram prender nenhum suspeito. A Polícia Civil de Pernambuco está tratando inicialmente o crime como guerra entre facções, já que duas organizações criminosas disputam o território na Mata Sul, a facção do Buchudo e do Moure.

Essa guerra entre facções remete ao assassinato do jovem Fábio da Silva, de 17 anos, natural de Porto Calvo, assassinado com mais de 20 tiros no dia 20 de janeiro passado, enquanto dormia em uma casa no loteamento Gameleira, em São José da Coroa Grande. Uma adolescente de apenas 15 anos é suspeita de ter assassinado o jovem. Segundo a polícia ela ainda está foragida.

A guerra entre facções é a principal causa das mortes na região. A Polícia Civil de Pernambuco investiga se o homicídio do jovem Fábio da Silva tem alguma ligação com o tráfico de drogas. De acordo com informações a suspeita entrou na residência onde a vítima se encontrava e efetuou os disparos, cerca de 20 tiros. As testemunhas também comentaram que na cidade existem duas facções, uma conhecida como “Moure” e outra como “Buchudo”. Ao que tudo indica o jovem estaria com problemas com a organização criminal rival e isso poderia ser o motivo da sua morte.

Fonte: Tribuna Hoje / Cláudio Bulgareli

Comentários

MAIS NO TH