Entretenimento

3 de abril de 2021 12:57

Jovens modelos são representantes do Projeto de Preservação Belezas da Caatinga

↑ As modelos na caatinga (Foto: Cortesia Hugo Taques)

Com o objetivo de conscientizar a sociedade em geral, principalmente o homem que habita na caatinga, alertando-o para os prejuízos de difícil reparação que acarreta a destruição do bioma, uma vez que a vegetação nativa necessita de dezenas e até centenas de anos para se recompor, é que nasceu o Projeto Belezas da Caatinga – Preservação do Bioma, em Maravilha, interior de Alagoas, que é uma tentativa de conter o desmatamento da região e conciliar a preservação da biodiversidade, para conscientizar as pessoas da necessidade de proteção do bioma.

Nesse contexto, ou seja, trabalhar o projeto nas escolas municipais da região do sertão é que foram descobertas as modelos Lorrayne Barreiros e Naelly Alves, que gentilmente se dedicaram e se dedicam à causa em divulgar o projeto em eventos, palestras e escolas. Lorrayne Barreiros, natural de Santana do Ipanema, mas criada no Povoado Capiá, na região da caatinga do município de Maravilha, foi revelada através do projeto. Mas desde criança, já desfilava no corredor da sua casa vestindo as roupas e calçando os saltos da sua mãe.

Lorrayne encarna a Onça Parda (Foto: Hugo Taques)

Naely Alves Menezes, de Palmeira dos Índios, criada no Povoado Capiá, também foi descoberta pelo projeto. Quando criança gostava de subir em umbuzeiro e tirar o mel da flor da catingueira, de andar pela caatinga e de conviver com os animais aos quais sempre se apegava.

O projeto foi idealizado e desenvolvido pelo advogado Décio Dôres de Alencar e pela professora Silvânia Petronilo dos Santos. As jovens Lorrayne Barreiros e Naelly Alves, filhas e residentes no Sítio Capiá Novo, município de Maravilha, estão estudando sobre o bioma e farão apresentações em eventos a serem realizados para jornalistas, empresários, secretários de educação e todos os meios que de alguma forma possam contribuir para divulgação do projeto de preservar o bioma caatinga.

Elas são filhas e netas do sertão, portanto, preservar a caatinga para essas duas garotas, agora modelos, foi algo natural da vivência e paixão pela flora e fauna, que ambas conheceram e conhecem muito de perto. O ensaio fotográfico realizado em plena caatinga, em que ambas incorporam dois felinos em extinção, mais precisamente a Jaguatirica, encarnada por Naelly e a onça Parda por Lorrayne, foi facilmente entendido e encenado pelas duas meninas. Esses dois felinos, incorporados pelas modelos e registrados pelo fotógrafo, são apenas dois, entre centenas de animais de pequeno ou grande porte que não são mais são vistos na Caatinga, bioma que envolve não somente os municípios de Maravilha e Canapi, mas grande parte do sertão nordestino.

Naely encarna a Jaguatirica (Foto: Hugo Taques)

Juntas na caatinga e agora prestes a fazerem parte do mundo fashion, da beleza e das passarelas, é prova inequívoca que a caatinga também produz muitas belezas. O ensaio fotográfico foi realizado no ambiente da caatinga, na fazenda “Fazendinha”, tendo como cenário as espécies nativas como catingueira, alastrado (cactos), entre tantas outras. Fizeram parte desse trabalho o fotógrafo Hugo Taques, que juntamente com toda a equipe de maquiagem, produção e ajudante de iluminação, adentraram a caatinga sob sol escaldante para esse ensaio fotográfico. Recentemente as duas modelos foram capa da Revista Class Magazine.

Fonte: Tribuna Hoje / Claudio Bulgarelli - Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH