Cidades

7 de fevereiro de 2019 19:58

MPE/AL oferece denúncia contra homem acusado de cometer estupro de vulnerável em Pilar

Crime de estupro de vulnerável ocorreu no último dia 20 de janeiro quando Severino Lira dos Santos encontrou a menor em uma estrada do povoado Camurupim, zona rural de Pilar

↑ Foto: Reprodução

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), por meio da Promotoria de Justiça de Pilar, ofereceu ao Poder Judiciário denúncia em desfavor do ex-policial militar Severino Lira dos Santos, que é acusado de praticar crime de estupro de vulnerável contra uma menor de apenas 13 anos. Além disso, ele ainda responderá por posse irregular de arma de fogo de uso permitido. A ação penal foi ajuizada pelo promotor de Justiça Silvio Azevedo Sampaio, que disse existir provas suficientes para demonstrar a autoria das praticas criminosas.

Segundo a denúncia oferecida pelo MPE/AL, o crime de estupro de vulnerável ocorreu no último dia 20 de janeiro quando Severino Lira dos Santos encontrou a menor em uma estrada do povoado Camurupim, zona rural de Pilar. “O acusado encontrou a menor e ofereceu carona. Quando a oferta foi recusada, ele apontou um revólver e forçou a vítima a entrar no carro que dirigia”, disse um trecho da petição.

Com a vítima dentro do carro e fazendo ameaças, Severino Lira dos Santos foi até a cidade de Santa Luzia do Norte, comprou bebida alcoólica em um bar, voltou ao município de Pilar, comprou mais bebida alcoólica e forçou a menor a beber com ele dentro do veículo. Após isso, ele retornou ao povoado de Camurupim e em um matagal, de maneira bastante violenta, manteve relações sexuais com a menina.

“A garota tentou resistir e isto fica bastante evidente pelas marcas de lesões e violência sexual sofridas e que só cessaram quando se aproximou uma motocicleta. Após o ato, Severino Lira deixou sua vítima em casa e fez ameaças para que ela não revelasse o ocorrido. Entretanto, ao chegar em casa a menina bastante ferida comunicou a sua mãe, que procurou a polícia”, disse o promotor.

O representante do Ministério Público relatou ainda que as lesões foram tantas e tão grave que a menor teve que ser hospitalizada. “Ela apresentava marcas nas costas, e segundo relatos, estava com a genitália bastante machucada, e ainda apresentava dificuldades para andar”, completou.

Ainda de acordo com a denúncia, no outro dia do crime o carro do acusado foi encontrado pela polícia e ele foi reconhecido pela vítima como o autor do estupro. Ao fazer buscas na residência de Severino Lira dos Santos, policiais encontraram um revólver calibre 38 e algumas munições. “A autoria e a materialidade dos crimes estão bem evidentes nas provas que compõem o inquérito policial e ainda temos as provas testemunhais”, afirmou o promotor.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH