Cidades

28 de julho de 2017 21:32

Casamento Coletivo no Jacintinho realiza união de 49 casais

Ação é promovida pelo Projeto Justiça Itinerante do Tribunal de Justiça de Alagoas

“Essa era a ocasião que estávamos esperando para a gente se casar, pois estávamos sem condições de arcar com as despesas cartorárias”, disse o auxiliar de cozinha Roberto Balbino, de 43 anos, que se casou com Luci Costa, de 60 anos, na tarde desta sexta-feira (28), durante o casamento coletivo de 49 casais, realizado na Comunidade Evangélica Pentecostal Caminhando com Cristo, no Jacintinho.

A ação foi promovida pelo Projeto Justiça Itinerante do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) e solicitada pela Base Comunitária do bairro. Segundo o juiz e coordenador da Justiça Itinerante, André Gêda Peixoto Melo, apenas no primeiro semestre desse ano foram mais de 2.200 casais que realizaram a união civil através da ação do Poder Judiciário.

“No caso das ações de casamento coletivo o benefício é justamente a entrega de uma certidão de casamento, que vai gerar direitos. É um documento que vai garantir aquela situação jurídica na condição de casados”, explicou o magistrado André Gêda.

A técnica em enfermagem Carla Rafaella de Barros, 31, conta que conheceu o policial Sóstenes de Lima Silva, 39, há 20 anos, mas os dois seguiram rumos diferentes na vida, se reencontrando há quatro meses, quando resolveram se casar. “Foi minha primeira paixão de adolescente. Finalmente resolvemos colocar em prática o que há 20 anos não colocamos”, disse Carla, uma das beneficiadas pelo evento.

De acordo com o comandante do Batalhão de Eventos Especiais, Coronel Monteiro, é sempre importante promover ações sociais para a população local. “Os policiais da base comunitária observaram, através de reuniões com as lideranças comunitárias, que uma das necessidades da comunidade era a oficialização do matrimônio, então fizemos a solicitação”, afirmou.

Qualquer comunidade pode solicitar e agendar casamentos coletivos por meio de associações, igrejas ou instituições públicas. Os custos cartorários são de responsabilidade das instituições solicitantes. A taxa que é devida ao Tribunal de Justiça para casamentos é dispensada, deixando mais baratas as cerimônias coletivas. Mais informações com a Justiça Itinerante, pelo telefone (82) 4009.3162.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH