Cidades

13 de fevereiro de 2017 13:08

IMA intima prefeitura de Maceió a remover sargaço e lixo da praia da Ponta Verde

Forte odor causado pela decomposição da matéria orgânica tem causado desconforto

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) emitiu, na manhã dessa segunda-feira (13), uma intimação para que a prefeitura da capital remova o sargaço e o lixo acumulado na faixa de areia praia de Ponta Verde, considerando os cuidados necessários. O documento foi encaminhado para a Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum) e o prazo dado é de cinco dias.

Na notificação o órgão ambiental solicita que seja feita a “remoção do material orgânico e lixo acumulado que exala forte odor e está impedindo o livre trânsito de banhistas na praia de Ponta Verde”, exatamente na região entre o Maceió Mar Hotel e o antigo restaurante Família Giuliano.

O sargaço é um tipo de macroalga, comum em regiões tropicais, que exala mau cheiro quando entra em decomposição, por se tratar de matéria orgânica. A remoção na área urbana de Maceió não é proibida, pode ser feita pela prefeitura de forma que não afete a biota existente na areia.

O tema foi discutido por técnicos do IMA, Secretaria Municipal de Promoção do Turismo (Semptur) e Slum, em abril de 2016. Durante uma reunião foi decidido que a Superintendência iria solicitar ao órgão ambiental a autorização para a retirada do sargaço, por causa do desconforto a moradores, comerciantes e turistas, sem causar danos ambientais com a retirada exagerada de sedimentos.

Na intimação está previsto o prazo de cinco dias para a remoção, após esse período a equipe do IMA deverá verificar a situação e a possível necessidade de emitir uma autuação.

Fonte: Ascom / IMA-AL

Comentários

MAIS NO TH